-Publicidade-

Nove Estados pedem à Anvisa liberação para importar Sputnik V

Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco e Sergipe apresentaram a solicitação à agência reguladora
Vacina russa Sputnik V pode ser importada por nove Estados brasileiros para a imunização contra a covid-19
Vacina russa Sputnik V pode ser importada por nove Estados brasileiros para a imunização contra a covid-19 | Foto: Adriana Toffetti/a7 Press/Estadão Conteúdo

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu na quinta-feira 1º o pedido de nove Estados brasileiros para a liberação excepcional da possibilidade de importação da vacina russa Sputnik V, contra a covid-19. A informação foi confirmada pela própria agência reguladora em nota.

Leia mais: “Anvisa concede certificado de boas práticas para Janssen e Sputnik V”

Bahia, Acre, Rio Grande do Norte, Maranhão, Mato Grosso, Piauí, Ceará, Pernambuco e Sergipe foram os Estados que apresentaram a solicitação à Anvisa. A Sputnik V, desenvolvida pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, será fabricada posteriormente no Brasil pela União Química. A Anvisa analisa atualmente um pedido de uso emergencial do imunizante no país.

Leia mais: “União Química deve produzir 100 milhões de doses da Sputnik V em 2021”

“A Anvisa permanece comprometida com a disponibilização de vacinas à população em tempo oportuno e com a devida segurança, qualidade e eficácia. Assim, segue atuando conforme os procedimentos científicos e regulatórios necessários à autorização desses produtos”, afirmou a agência no comunicado.

Na próxima semana, está programada uma reunião entre integrantes do corpo técnico da agência e representantes dos nove governos estaduais para tratar da eventual liberação da importação da vacina.

Leia também: “Anvisa alega falta de documentos e suspende prazo de análise da Sputnik V”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.