CPI quebra sigilos bancário, fiscal e telefônico de diretor da Precisa

Em depoimento nesta quinta-feira, 23, Danilo Trento tem se negado a responder aos questionamentos dos parlamentares
-Publicidade-
Danilo Trento, suposto diretor da Precisa Medicamentos, é ouvido hoje pela CPI da Covid
Danilo Trento, suposto diretor da Precisa Medicamentos, é ouvido hoje pela CPI da Covid | Foto: Flickr/Senado

A CPI da Covid aprovou nesta quinta-feira, 23, a quebra dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático do empresário Danilo Trento, apontado pela comissão como suposto diretor da Precisa Medicamentos.

Trento está sendo ouvido na sessão de hoje do colegiado, mas tem se negado a responder aos questionamentos dos parlamentares. O empresário obteve, junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), a autorização para que não respondesse a perguntas que pudessem incriminá-lo.

Leia mais: “CPI da Covid marca depoimento de Luciano Hang para o dia 29”

-Publicidade-

Os integrantes da CPI querem esclarecer a relação do investigado com Francisco Maximiano, dono da Precisa, empresa que intermediou a compra da vacina Covaxin junto ao laboratório indiano Bharat Biotech e o Ministério da Saúde.

Leia também: “Barroso permite que diretor da Precisa fique em silêncio na CPI”

O autor do requerimento de quebra dos sigilos é o vice-presidente da comissão, Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Segundo o senador, Trento seria sócio da empresa Primarcial, que tem sede em São Paulo, no mesmo endereço de uma outra empresa cujo sócio é Maximiano.

Leia também: “Renan fala em adiar fim da CPI: ‘Só acaba depois de ouvirmos Queiroga’”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.