Epidemia de covid-19 está controlada em Serrana, anuncia Butantan

Mortes pela doença caíram 95% no município; internações recuaram 86% e casos sintomáticos foram reduzidos em 80%
-Publicidade-
Governador de São Paulo, João Doria, participa de coletiva em que o Instituto Butantan divulgou resultados do estudo clínico em Serrana (SP)
Governador de São Paulo, João Doria, participa de coletiva em que o Instituto Butantan divulgou resultados do estudo clínico em Serrana (SP) | Foto: Reprodução/YouTube

Em entrevista coletiva que contou com a presença do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta segunda-feira, 31, o Instituto Butantan anunciou que a vacinação da população de Serrana, no interior do Estado, com a CoronaVac foi suficiente para controlar a epidemia de covid-19 no município.

O estudo clínico, batizado de “Projeto S” pelo Butantan, envolveu toda a população adulta de Serrana. “As mortes [por covid-19] caíram 95%, as internações recuaram 86% e os casos sintomáticos foram reduzidos em 80%”, anunciou o governador paulista. 

-Publicidade-

Leia mais: “Dimas Covas: o Brasil poderia ter sido o primeiro país a vacinar. Será mesmo?”

Com 75% da população imunizada com as duas doses da CoronaVac, a pandemia foi controlada em Serrana. Isso pode se reproduzir em todo o Brasil”, afirmou Doria. “A vacina criou um cinturão imunológico de proteção em toda a população de Serrana, protegendo tanto os adultos vacinados quanto as crianças e adolescentes que não foram vacinados.”

Leia também: “Dados de imunogenicidade da CoronaVac ainda não foram validados pela Anvisa”

O tucano disse ainda que “só existe um caminho para controlar a pandemia” no país: a vacinação da população brasileira. 

Leia mais: “Covid-19: veja o resultado de 4 diferentes estratégias aplicadas em cidades paulistas”

Localizada a 25 quilômetros de Ribeirão Preto, Serrana está cercada por municípios que enfrentam aumento nos casos de covid-19 nas últimas semanas.

Ricardo Palacios, diretor médico de pesquisa clínica do Butantan, destacou o fato de a cidade de Serrana estar auxiliando os municípios vizinhos no combate à covid-19. “Talvez, sem a vacinação, Serrana estaria hoje no colapso. Mas hoje Serrana está ajudando os municípios vizinhos porque controlou a epidemia através dessa intervenção”, disse. “Já não é uma expectativa. Não é um desejo. É uma afirmação: é possível controlar a epidemia através da vacinação.”

Leia também: “Em contradição, Dimas Covas admite possibilidade de ‘dose de reforço’ da CoronaVac”

Uma experiência semelhante ao estudo feito em Serrana está em andamento em Botucatu, também no interior paulista, sob coordenação do Ministério da Saúde. A expectativa é imunizar grande parte dos 148 mil habitantes com a vacina de Oxford/AstraZeneca.

Leia também: “Butantan testa ‘isolamento eficiente’ no interior de São Paulo”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comments

  1. 120 anos de história do Butantan jogadas na lata de lixo em menos de 3 anos, colocaram a política e a vaidade do calça apertada acima da ciência ao apostarem nessa vachina corongavac sem eficácia, infelizmente quem paga é o povo e principalmente o paulista que são os que mais estão tomando esse soro fisiológico como se fosse vacina!

  2. O esperneio do tucano cínico que sonhou que seria Presidente tá escancarado.
    E o contrato com o governo federal tá acabando, em quem vai enfiar essa vacina?
    Venderá pra quem não tem outra opção, como o Brasil no início da campanha.
    O Butantã vai produzir para países de terceiro mundo consumir um produto de baixa eficiência e que não fizeram como o Brasil na transferência da tecnologia.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site