Globo registra prejuízo de mais de R$ 170 mi em 2021

Recentemente, a emissora perdeu os direitos de transmissão de eventos como a Libertadores da América e a Fórmula 1
-Publicidade-
A Rede Globo amargou prejuízo em 2021
A Rede Globo amargou prejuízo em 2021 | Foto: Divulgação

Em relatório divulgado nesta quinta-feira, 31, o Grupo Globo informou que teve prejuízo de mais de R$ 170 milhões em 2021.

Isso ocorreu por três fatores: primeiro, a pandemia, que paralisou diversos projetos da emissora; segundo, as perdas relacionadas à reprogramação do calendário do futebol brasileiro, que estendeu as competições de 2020 para 2021 e gerou custou adicionais; e terceiro, o atraso nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que limitou a adesão de patrocinadores.

Como resultado, a Globo reportou Ebitda negativo (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 121 milhões, o que levou, na última linha do balanço, a um prejuízo acumulado de mais de R$ 170 milhões no ano.

-Publicidade-

Segundo Manuel Belmar, diretor-geral de finanças da Globo, a companhia optou por não usar o critério de Ebitda — aplicado pelas empresas para excluir do resultado final os prejuízos oriundos dos “fatores extraordinários”.

“A covid trouxe tantos eventos extraordinários, que optamos por mostrar os resultados reais e fazer as explicações em notas ou em comunicados de imprensa”, explicou, em entrevista ao jornal Valor Econômico. “Estamos entrando em 2022 livres desses impactos. Então, a comparação trimestral e anual ficará melhor a partir de agora, em relação aos números pré-pandemia.”

Dívidas no esporte

No ano passado, a empresa entrou em acordo com a Federação Internacional de Futebol (Fifa) por uma dívida de US$ 90 milhões, referente à parcela atrasada de 2020 dos direitos da Copa do Mundo do Catar.

Leia também: “Globo inquieta”, reportagem de Cristyan Costa publicada na Edição 85 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

22 comentários Ver comentários

  1. A REDE GLOBO, NO BRASIL, FOI O VEÍCULO DE MAIOR CIRCULAÇÃO DO ” FIQUE EM CASA “. OBVIAMENTE, NÃO POR QUESTÕES HUMANITÁRIAS.

    QUERIA A QUEBRA DO ATUAL GOVERNO.

    CONCLUSÃO: EMPRESAS QUEBRARAM OU REDUZIRAM DRASTICAMENTE A PUBLICIDADE NA DITA EMISSORA.

    CONCLUSÃO: PAGOU CARO PELO CRASSO ERRO!

  2. GLOBOLIXO !!!!
    TENTOU BUSCAR DINHEIRO JUNTO AOS FABRICANTES DE VACINAS E PARECE QUE NÃO CONSEGUIU OU CONSEGUIU POUCO.
    LAMENTO !!!!! TCHAU FINALMENTE !!!

  3. Se a negativa de concessão em outubro não fechar essa jossa, a falta audiência, somada com suas ideias progressistas e a competitividade do mundo digital, o farão.

  4. Ainda quero ver o “todo poderoso” William Bonner e isso vale também para a intrépida Renata Vasconcellos, apresentando o jornal da Rede Vida.

    1. O grupo globo é na minha opinião muito importante para o Brasil. Apesar de estar no caminho errado no momento eu acho que vão se adequar a nova realidade do Brasil e voltar ao rumo!? Tomara que alguém do alto comando do grupo enxergue isso e retome os trilhos. Eu tenho pessoas conhecidas que trabalham lá.. por isso estou torcendo pra eles acordarem antes que seja tarde demais!

      1. Com todo respeito, espero que não, existe várias outras emissoras no Brasil para absorver as pessoas de bem que lá trabalham.
        RIP Globolixo.

      2. Concordo. E ainda envenenou toda uma empresa. Espero que mudem de comportamento e se adequem aos novos tempos de dinheiro escasso.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.