Revista Oeste - Eleições 2022

Invasão a templos religiosos pode ter penas mais rígidas

Projeto foi apresentado na esteira do caso envolvendo Renato Freitas (PT), ex-vereador que invadiu a Igreja Nossa Senhora do Rosário, em Curitiba
-Publicidade-
O vereador do PT Renato Freitas, durante invasão a uma igreja católica em Curitiba - 05/02/2022 | Foto: Reprodução/Instagram/Renato Freitas
O vereador do PT Renato Freitas, durante invasão a uma igreja católica em Curitiba - 05/02/2022 | Foto: Reprodução/Instagram/Renato Freitas

Invasão a templos religiosos pode ter penas mais rígidas, a depender de um projeto que está em tramitação na Câmara dos Deputados. De autoria do deputado federal Gurgel (PL-RJ), a proposta endurece a pena para aqueles que invadem cultos religiosos.

O projeto foi apresentado na esteira do caso envolvendo  Renato Freitas (PT), ex-vereador que invadiu a Igreja Nossa Senhora do Rosário, em Curitiba. O político teve o mandato cassado nesta semana por 23 votos a 7, por quebra de decoro parlamentar. Em fevereiro, o petista liderou um ato no templo católico. À época, fiéis relataram ter sido xingados de fascistas, racistas e homofóbicos.

“A proposta é punir com mais rigor pessoas que Invadem congregações religiosas com o intuito de zombar, ridicularizar ou achincalhar”, afirmou o parlamentar autor do projeto na Câmara dos Deputados.

-Publicidade-

Trata-se da segunda cassação, sendo a primeira em junho. A desembargadora Maria Aparecida de Lima, do Tribunal de Justiça do Paraná, contudo, devolveu o mandato do parlamentar no mês seguinte, ao acolher um recurso.

Desde que a Câmara Municipal abriu o procedimento de cassação, Freitas tem alegado que o processo é motivado por “racismo”. A Arquidiocese de Curitiba chegou a sair em defesa do petista, além do ex-presidente Lula e figuras do PT.

Lula quer ‘perdão’; Eduardo Bolsonaro, prisão

Pré-candidato do PT ao Palácio do Planalto, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o vereador que invadiu a igreja tem de ser perdoado. Segundo o petista, Freitas errou e precisa se retratar. “Por ser jovem, esse menino cometeu um abuso. Ele tem o direito de pedir desculpas e de ser perdoado”, afirmou.

Lula afirmou ainda que o PT vai se articular na Câmara Municipal em prol de Freitas. “Nós vamos te defender”, prometeu. “Não vamos querer que você seja cassado. Não vamos permitir que a direita conservadora da Câmara te casse.”

Em entrevista ao programa Opinião no Ar, da RedeTV!, no dia 9 de fevereiro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) defendeu a prisão do vereador petista.

“Esse vereador deveria ser preso, para intimidar as pessoas que porventura estejam pensando em invadir igrejas. A punição tem um efeito preventivo. Ela desestimula aqueles que estão inclinados a cometer crimes”, afirmou Eduardo ao comentar o episódio.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Quando meus filhos eram verdadeiramente meninos, teriam levado uma boa coça para crescer como homens. Se esse na idade que está não aprendeu, então é cadeia pra ele.

    1. Ao chamá-lo de menino, o lula comparou esse invasor aos 10 terroristas sequestradores de Abílio Diniz.
      Á moda lula é denominar LADRÃO, invasor, terroristas… de meninos.
      Kkkkk

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.