Nunes Marques vota a favor de manter punição a Dallagnol

Em 2020, o CNJ puniu o ex-coordenador da Lava Jato em Curitiba por mensagens publicadas nas mídias sociais
-Publicidade-
Se depender da avaliação de Kassio Nunes Marques, Deltan Dallagnol será punido
Se depender da avaliação de Kassio Nunes Marques, Deltan Dallagnol será punido | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O ministro Kassio Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta sexta-feira, 26, a favor da manutenção da punição de censura aplicada pelo Conselho Nacional de Justiça ao procurador Deltan Dallagnol, ex-coordenador da Lava Jato em Curitiba. Em 2020, o conselho puniu Deltan por mensagens publicadas nas mídias sociais posicionando-se contra a eleição do senador Renan Calheiros (MDB-AL) para a presidência do Senado. “Dificilmente veremos reforma contra corrupção aprovada”, diziam as mensagens. A penalidade de censura, uma vez aplicada, atrasa a progressão na carreira e serve de agravante em outros processos no conselho. Os procuradores também podem ser punidos com suspensão, demissão ou cassação da aposentadoria.

Leia também: “Kassio Nunes rebate ataques de Gilmar: ‘Não temo ninguém’”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Dallagnol não é juiz, não julga, é um procurador, um promotor, sua opinião pessoal deve ser reservada, mas sua constatação técnica poderá ser exposta, como o é nos processos que não correm sob segredo de justiça.
    Outra coisa é se comportar como militante ativo e propagador aos quatro ventos do que se convenceu.
    Pelo que ele falou nas redes, não vejo qualquer motivo para punição; dizer que no Brasil os corruptos poderosos têm proteção da Justiça, não é mentira, é fato, inclusive Renan!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.