Ocupação de UTI para covid-19 é a menor em São Paulo desde novembro

Em todo o Estado, porcentual de internados em terapia intensiva também vem caindo
-Publicidade-
Cidade de São Paulo segue registrando queda no índice de ocupação de UTIs
Cidade de São Paulo segue registrando queda no índice de ocupação de UTIs | Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

A cidade de São Paulo registrou, na quarta-feira 4, o índice mais baixo de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para covid-19 desde novembro do ano passado. De acordo com dados da prefeitura da capital, o porcentual chegou a 38%. Na semana passada, a taxa era de 44%.

Atualmente, a cidade tem 1.147 leitos reservados para pacientes infectados pelo novo coronavírus. Em junho, a rede hospitalar operou com 1.445 leitos, o maior número registrado no município. Antes da pandemia, em fevereiro do ano passado, São Paulo tinha 507 leitos.

Leia mais: “São Paulo anuncia ‘laboratório móvel’ para detectar variantes do coronavírus”

-Publicidade-

A taxa de ocupação em leitos de UTI para covid-19 também vem despencando no Estado, ficando abaixo de 50%. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, há 10.156 pacientes internados neste momento com a doença: 5.276 em leitos de UTI e 4.880 em enfermarias.

Leia também: “Prefeitura de São Paulo confirma 50 casos da variante Delta na cidade”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro