Presidente da Anvisa defende deportação de jogadores argentinos

'Serão autuados e multados por uma sequência de infrações sanitárias', afirmou Antonio Barra Torres
-Publicidade-
Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, apontou ilegalidades praticadas por jogadores da Argentina
Antonio Barra Torres, diretor-presidente da Anvisa, apontou ilegalidades praticadas por jogadores da Argentina | Foto: Fabio Rogrigues Pozzebom/Agência Brasil

Momentos depois da suspensão da partida entre Brasil e Argentina, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, o diretor-presidente da Agência Brasileira de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, defendeu a deportação dos quatro jogadores argentinos que descumpriram o protocolo sanitário para a covid-19 ao chegar ao Brasil.

Como noticiamos, Emiliano Martínez, Buendía, Cristian Romero e Lo Celso não fizeram a quarentena obrigatória de 14 dias determinada pelas autoridades sanitárias para pessoas que venham do Reino Unido ao Brasil. Além de não terem cumprido a quarentena, os jogadores teriam prestado informações falsas ao chegar ao país.

Leia mais: “Conmebol decide suspender jogo entre Brasil e Argentina”

-Publicidade-

“Eu não tenho conhecimento da lei desportiva. Não posso opinar sobre isso. O que sei do aspecto sanitário é que esses quatro jogadores precisam ser deportados do Brasil. Serão autuados e multados por uma sequência de infrações sanitárias”, afirmou Barra Torres. “A primeira infração foi o não cumprimento do isolamento. A anterior, não responder de maneira fidedigna o questionamento do viajante. Com mais de 500 mil mortos, no meio da pandemia, as ordens estão sendo descumpridas a mando não sei de quem.”

Leia mais: “Agentes da Anvisa entram em campo e paralisam jogo entre Brasil e Argentina”

Diante do imbróglio, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) anunciou que o jogo foi suspenso. Segundo a entidade o árbitro da partida levará o caso à Comissão Disciplinar da Fifa, que determinará as medidas a serem tomadas. Ainda não se sabe quando um novo jogo será marcado ou se a Argentina será derrotada por W.O.

Leia também: “Com protocolos e dúvidas, futebol brasileiro prepara volta do público aos estádios”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. Deixo a pergunta: por que deixaram que eles entrassem no Brasil então, Sr. Antonio Barra Torres? Vi quando seus funcionários interromperam o jogo. Agiram de forma truculenta, com se fossem os únicos donos da verdade. Esse é Brasil de todas as trapalhadas, onde até um funcionário da Saúde interrompe um jogo da FIFA. Que País é este, meu Deus? Que bela imagem foi passada para o exterior, hein?

    1. quem deu mal exemplo para o mundo foram os argentinos que mentiram, que não cumpriram o isolamento e etc.
      culpar a anvisa por isso?
      realmente estamos com a lente da ética fora de foco. não respeitaram nossas leis, nossas diretrizes, nossas ordens e, principalmente, nosso país
      a imagem é digna da bagunça que está a argentina na política, na economia, na saúde e agora mostraram também no caráter.
      todos os países tem leis sanitárias pelo covid e por conta de um conjunto de desrespeito dos argentinos, nós somos trapalhões?
      respeito sua opinião mas tudo poderia ter sido evitado pelos argentinos. no futebol eles fazem de tudo, até gol de mão em copa do mundo e ainda jogam a culpa em Deus.
      ou se é exigente quanto a saúde e quanto a desrespeitos em nosso país, ou libera tudo, cancela vacinação e libera as fronteiras para todos os contaminados. futebol não é exceção, muito pelo contrário, é só mal exemplo atrás de mal exemplo, sempre.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro