TJ-SP derruba liminar e determina volta de professores às escolas mesmo sem vacinação completa

Sindicato da categoria reivindicava que os profissionais da educação voltassem somente depois da segunda dose
-Publicidade-
Segundo o TJ-SP, professores do Estado de São Paulo devem retornar ao trabalho presencial
Segundo o TJ-SP, professores do Estado de São Paulo devem retornar ao trabalho presencial | Foto: Divulgação/Unsplash

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) derrubou na sexta-feira 20 uma liminar apresentada pelo sindicato dos professores do Estado (Apeoesp) e determinou que os profissionais da educação devem retornar ao trabalho presencial mesmo sem o ciclo vacinal completo contra a covid-19 (com as duas doses da vacina).

Em primeira instância, o sindicato havia obtido autorização da Justiça para que os professores retornassem às escolas apenas 14 dias depois de terem recebido a segunda dose do imunizante ou a vacina em dose única. O governo de São Paulo recorreu da decisão.

Leia mais: “Governo de SP pagará R$ 1 mil para alunos do ensino médio irem à escola”

-Publicidade-

Segundo a gestão estadual, mais de 96% dos servidores da educação já receberam pelo menos uma dose da vacina, o que corresponde a cerca de 240 mil pessoas. E mais de metade (51%) estão totalmente imunizados (110 mil profissionais).

Entrevista: “‘Se pudesse voltar no tempo, jamais teria fechado as escolas’”, diz secretário de Educação de São Paulo

O TJ-SP também determinou que professores e demais profissionais que optaram por não se vacinar contra a covid-19 também terão de retornar ao trabalho presencial.

Leia também: “‘Nossas crianças foram penalizadas com a falta de aulas’, diz ministro da Educação”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro