Tomaremos as medidas legais cabíveis, diz presidente da CPTM sobre grevistas

Quatro linhas estão paralisadas
-Publicidade-
Aglomeração de trabalhadores na estação Grajaú, da Linha 9–Esmeralda, na madrugada desta quinta-feira, 15 | Foto: Reprodução/TV Globo
Aglomeração de trabalhadores na estação Grajaú, da Linha 9–Esmeralda, na madrugada desta quinta-feira, 15 | Foto: Reprodução/TV Globo

O presidente da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) de São Paulo, Pedro Moro, disse que vai acionar a Justiça contra os funcionários da empresa que aderiram à greve. “Tomaremos todas as medidas legais cabíveis”, declarou, em entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan, nesta quinta-feira, 15. Conforme noticiou a Revista Oeste, cerca de quatro linhas da CPTM estão paradas porque ferroviários decidiram cruzar os braços, afetando 180 quilômetros de extensão.

Segundo Moro, a CPTM não tem condições financeiras de arcar com a reivindicação de reajuste salarial feita por sindicatos. “Apesar disso, durante toda a pandemia, não houve demissão ou redução nos rendimentos”, lembrou. “Há funcionários recebendo salários acima da iniciativa privada, além de benefícios. Mantivemos tudo. Até priorizamos a vacinação de todos. Mesmo assim, fomos surpreendidos por essa atitude irresponsável”. Moro pediu, ainda, que a greve seja interrompida quanto antes.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Deviam demitir todos esses parasitas vagabundos, afinal, são CLT.
    Só fazem isso porque podem manter a população como refém, essa greve deveria ser enquadrada como crime contra a saúde pública. Privatiza já.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site