Depois de críticas de Estados, relator prepara mais mudanças em reforma do IR

Projeto deve ser votado pelo plenário da Câmara na quarta-feira 11
-Publicidade-
Deputado Celso Sabino, relator da reforma tributária na Câmara, se reuniu ontem com o ministro da Economia, Paulo Guedes
Deputado Celso Sabino, relator da reforma tributária na Câmara, se reuniu ontem com o ministro da Economia, Paulo Guedes | Foto: Washington Costa/Ministério da Economia

O relator da proposta de reforma tributária na Câmara, deputado Celso Sabino (PSDB-PA), afirmou que deve fazer mais algumas alterações no projeto que pode ser analisado pelos parlamentares nos próximos dias. Ele estuda uma redução na Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL).

A medida seria uma resposta às críticas recebidas por Estados e municípios ao projeto que reduz o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e, com isso, os repasses dos fundos destinados aos entes da Federação.

Reportagem especial: “Reforma tributária tem pontos positivos, mas frustrou expectativas, dizem analistas”

-Publicidade-

Segundo estimativas de secretarias estaduais da Fazenda, as perdas podem chegar a R$ 26 bilhões nas receitas a partir de 2023. O Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz) divulgou, na semana passada, uma carta de rejeição ao texto.

Leia também: “Relator da reforma projeta ‘mudança estrutural’ na tributação sobre a renda”

“Na CSLL, estamos fazendo o cálculo para encontrar uma contrapartida e não prejudicar a seguridade social”, afirmou Sabino na noite de segunda-feira 9, após uma reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes, relata o jornal O Globo.

Leia também: “Ubiratan Iorio: ‘A reforma tributária é um remendo’”, entrevista publicada na Edição 70 da Revista Oeste

“Nós estamos estudando algumas alternativas que possibilitem garantirmos também ao mercado, ao setor financeiro e às empresas que haverá a redução da carga tributária e também, da mesma forma, garantir aos Estados e municípios que não vão perder FPE [Fundo de Participação dos Estados] e FPM [Fundo de Participação dos Municípios]”, completou o deputado.

Segundo Sabino, o projeto de reforma no IR pode ser votado na quarta-feira 11 pelo plenário da Câmara.

Leia mais: “‘Vamos baixar a carga tributária pela primeira vez em 40 anos’, diz relator”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro