Em 2020, investimento estrangeiro na China cresce 81%

A injeção internacional na economia chinesa atingiu a R$ 2,9 trilhões
-Publicidade-
O presidente da China, Xi Jinping
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: Divulgação/Flickr

Em 2020, enquanto o mundo sofria perdas econômicas com o coronavírus Sars-CoV-2, a China viu o investimento estrangeiro subir 81% no país ante o resultado de 2019. Segundo a Administração Estatal de Divisas do governo chinês, a injeção internacional na economia chinesa atingiu US$ 520,6 bilhões (R$ 2,9 trilhões) no ano passado — por meio do mercado de valores, a entrada líquida foi de US$ 254,7 bilhões (R$ 1,4 trilhão).

Leia também: “OMS não descarta origem do coronavírus em laboratório”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

    1. Amam mesmo! As megacorporações americanas traem na cara dura o seu país de origem para não recuar um milímetro na cadeia de produção firmada com os chineses. Enquanto isso, fomentam a cizânia no ocidente patrocinando atrocidades como Black Lives Matter, Antifas e a fraude democrata nas eleições de 2020.

  1. Achar que chineses são escravos é uma prova de ignorância acerca da China. Maior economia do planeta, líder tecnológico em muitas áreas e com um apetite por mais. Entre no Google Maps e veja as cidades dos “escravos”.

    1. Ok., Frederic. Pena que o Google Maps não mostre o que acontece atrás das espessas paredes de concreto dos “campos de reeducação”….

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.