‘Estamos comprometidos com a solidez fiscal do país’, diz Lira

Declarações do comandante da Câmara foram dadas pouco depois da entrevista coletiva do ministro da Economia, Paulo Guedes
-Publicidade-
Arthur Lira, presidente da Câmara, se diz comprometido com a responsabilidade fiscal
Arthur Lira, presidente da Câmara, se diz comprometido com a responsabilidade fiscal | Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Em meio à turbulência nos mercados e ao temor de investidores em relação ao possível estouro do teto de gastos pelo governo federal, o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou nesta sexta-feira, 22, que o Parlamento está comprometido com a responsabilidade fiscal no país.

As declarações do comandante da Câmara foram dadas pouco depois da entrevista coletiva do ministro da Economia, Paulo Guedes, ao lado do presidente Jair Bolsonaro.

“Estamos comprometidos com a solidez fiscal do país. É um pilar importante de nossa democracia. Dados os fatos dos últimos dias, temos convicção de que precisamos da união de todos os Poderes para solucionarmos mais esse impasse”, afirmou o deputado. Ainda segundo Lira, “inflação, câmbio e juros afetam diretamente a vida da população”.

-Publicidade-

Como Oeste noticiou ontem, a comissão especial da Câmara aprovou o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que limita o pagamento de precatórios, permitindo descontos e reajuste pela taxa Selic. Além das mudanças no pagamento de precatórios, o substitutivo muda o cálculo de reajuste do teto de gastos e permite contornar a chamada “regra de ouro” por meio da Lei Orçamentária. Na prática, o texto será fundamental para garantir o pagamento do Auxílio Brasil, programa social que sucederá ao Bolsa Família, com a previsão de R$ 400 para atender 17 milhões de famílias no ano que vem.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Oh Lira, quase fico comovido com vossa preocupação como nobre lider do centrao, mas é só mudar a forma de cálculo que não estoura o teto de gastos, ne Lira kkkkkkkkkkkkkk

  2. Não conheço essas leis mas acho que já é previsto um reajuste do teto de gastos, tomando por base a inflação dos dois últimos anos, se não me engano, o que eles estão querendo é subverter o que já está estabelecido. Isso só poderia vir de um irresponsável como o Bolsonaro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.