Golpes com criptomoedas crescem 81% em 2021, mostra relatório

Ações causaram prejuízo de US$7,7 bilhões para os compradores dos ativos
-Publicidade-
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Os golpes com criptomoedas aumentaram 81% em 2021 em relação ao ano passado, segundo dados do Relatório Crypto Crime da Chainalysis, empresa de software, causando um prejuízo de US$7,7 bilhões (quase R$45 bilhões) para os compradores dos ativos no mundo.

Principal golpe com criptomoedas

O chamado rug pulls (puxada de tapete) foi o tipo de golpe mais aplicado pelos criminosos, responsável por 37% do total dos roubos, e pode acontecer de duas formas:

-Publicidade-
  • Uma plataforma real desaparece com todo o dinheiro dos investidores;
  • Um falso criptoativo é lançado no mercado unicamente para roubar dinheiro dos investidores.

Esses golpes têm se tornado cada vez mais comuns no mercado financeiro. Em 2020, eles representavam apenas 1% das ações, e agora já chegam a 37%.

Em abril de 2021, o CEO da corretora turca Thodex sumiu com US$ 2 bilhões dos usuários da plataforma. Outra forma de golpe “rug pull” é o lançamento de um falso criptoativo para roubar dinheiro dos investidores que acreditam se tratar de um projeto real — foi o que aconteceu no caso envolvendo a criação de uma moeda digital chamada “squid”, inspirada na série Round 6, da Netflix, que causou um desvio de US$2,8 bilhões.

Mesmo o crescimento dos valores roubados com golpes em 2021, o número ainda é inferior a 2019, ano recordista em roubos: US$10 bilhões em golpes com criptomoedas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.