-Publicidade-

Governo indica mais dois nomes para conselho de administração da Petrobras

Ministério de Minas e Energia indicou a engenheira elétrica Cynthia Santana Silveira e a advogada Ana Silvia Corso Matte
Estatal deve convocar Assembleia-Geral Extraordinária para definir novo conselho
Estatal deve convocar Assembleia-Geral Extraordinária para definir novo conselho | Foto: Divulgação/Agência Petrobras

O Ministério de Minas e Energia fez mais duas indicações para as últimas vagas disponíveis no conselho de administração da Petrobras. A estatal confirmou nesta quarta-feira, 10, que recebeu a indicação da engenheira elétrica Cynthia Santana Silveira e da advogada Ana Silvia Corso Matte.

“Essas duas indicações, juntamente com as seis indicações divulgadas ao mercado em 8 de março de 2021, completam as indicações pela União de membros ao Conselho de Administração da companhia para a próxima Assembleia-Geral de Acionistas”, diz o comunicado da empresa.

Cynthia Santana Silveira trabalhou por 17 anos na petroleira francesa Total como diretora-executiva de gás e eletricidade. Ana Silvia Corso Matte foi diretora de elétrica da Light e conselheira de empresas como Cemig e Renova Energia.

No início da semana, o governo já havia formalizado a indicação de outros quatro nomes para o conselho da Petrobras: Joaquim Silva e Luna — escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a presidência da empresa em substituição a Roberto Castello Branco —, o engenheiro civil Márcio Andrade Weber, o geólogo Murilo Marroquim de Souza, a administradora Sonia Julia Sulzbeck Villalobos, além da recondução do almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira, que é o atual presidente do colegiado, e de Ruy Schneider.

Na semana passada, cinco integrantes do conselho pediram que não fossem reconduzidos ao cargo: João Cox Neto, Nivio Ziviani, Paulo Cesar de Souza e Silva, Omar Carneiro da Cunha Sobrinho e Leonardo Antonelli.

Ainda não há data definida para a reunião da Assembleia-Geral Extraordinária da Petrobras que vai definir o novo conselho de administração.

Leia também: “‘Quem é contra a privatização da Petrobras não quer reduzir privilégios'”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Creio que com a qualidade das indicações do governo para o conselho de administração da Petrobras a empresa seguira bem administrada, saneada e livre de politicas intervencionistas e corruptas do passado, e seguindo as praticas de boa governança corporativa.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.