IBGE: vendas no comércio crescem em setembro

No ano, o setor acumula alta de quase 1%
-Publicidade-
Hipermercados e supermercados (1,2%) ajudaram a influenciar o crescimento nas vendas do varejo
Hipermercados e supermercados (1,2%) ajudaram a influenciar o crescimento nas vendas do varejo | Foto: Helena Pontes/Agência IBGE

O volume de vendas do comércio varejista no país cresceu 1,1% na passagem de agosto para setembro, primeiro crescimento em cinco meses. Na comparação com setembro de 2021, houve alta de 3,2%. No ano, o setor acumulou aumento de 0,8%. Os dados são da Pesquisa Mensal de Comércio, divulgada nesta quarta-feira, 9, pelo IBGE.

“Desde maio, o comércio não apresentava crescimento, ficando na estabilidade ou no campo negativo. Nesse mês também registrou o ponto mais alto desde a passagem de fevereiro para março”, avaliou Cristiano Santos, gerente da pesquisa. “Neste ano, a série está exibindo uma volatilidade menor do que nos anos anteriores, e estamos começando a ver um comportamento mais parecido ao que era antes da pandemia, sem muita amplitude na margem”, observou.

No resultado de setembro, seis das oito atividades pesquisadas estavam no campo positivo. Destaque para livros, jornais, revistas e papelaria (2,5%), equipamentos para escritório, informática e comunicação (1,7%) e combustíveis e lubrificantes (1,3%).

-Publicidade-

Santos destacou ainda que a área de combustíveis e lubrificantes está sendo influenciada pela queda nos preços, que fez com que a atividade tivesse crescimento em volume. “Esse é um cenário que persiste nos últimos três meses.” Já hipermercados e supermercados, que perderam fôlego nos últimos meses, voltaram a crescer, após três meses sem registrar avanço.

No comércio varejista ampliado, que inclui as atividades de veículos, motos, partes e peças e de material de construção, o volume de vendas em setembro cresceu 1,5% ante agosto.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Já que o ladrão voltou ao poder esses quatro anos a minha forma de protestar será não gastando o meu dinheiro. Só comprarei o necessário,irei cancelar todos o meus cartões de crédito, e mudarei meus planos de internet e celular pro básico.Ao meu ver a forma mais eficiente de protestar é mudando a economia, porque é com impostos que os governos fazem suas políticas. Agora sem dinheiro eles não fazem nada .Cortarei tudo que é possível já que tem um ladrão no poder.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.