Inflação na China dispara e atinge maior nível em 25 anos

Esse resultado mais forte revela que a inflação global pode ser persistente e não transitória
-Publicidade-
Os preços da indústria de mineração impulsionaram índice de preços ao produtor na China
Os preços da indústria de mineração impulsionaram índice de preços ao produtor na China | Foto: AFP

O Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) da China, que mede os preços dos produtos na porta de entrada das fábricas, disparou em outubro.

O PPI atingiu 13,5% na comparação ao mesmo mês de 2020, segundo dados divulgados pelo Escritório Nacional de Estatísticas da China nesta quarta-feira, 10, em Pequim.

O resultado de outubro é agora a maior taxa registrada na série de dados desde o seu início, em 1996.

-Publicidade-

Os preços do carvão impulsionaram a inflação na porta das fábricas. Com a oferta do fóssil apertada, os valores dispararam em outubro, com a indústria da mineração atingindo 100% de reajuste, informou a agência.

Esse resultado mais forte revela que a inflação global pode ser persistente e não transitória, como o Federal Reserve — o Banco Central dos Estados Unidos — tinha indicado recentemente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.