Revista Oeste - Eleições 2022

Petrobras cede à pressão do governo e anuncia redução no preço da gasolina

Valor do litro comercializado às distribuidoras do país vai passar de R$ 4,06 para R$ 3,86 a partir desta quarta-feira
-Publicidade-
Gasolina deve apresentar redução de preço ao consumidor final com nova medida
Gasolina deve apresentar redução de preço ao consumidor final com nova medida | Foto/Reprodução: Flickr

A Petrobras anunciou, nesta terça-feira, 19, que vai reduzir o preço da gasolina vendida às distribuidoras. A partir desta quarta-feira, o valor do litro vai passar de R$ 4,06 para R$ 3,86. A medida não contempla outros combustíveis.

Segundo o anúncio desta terça-feira, a redução do preço da gasolina vai ser de R$ 0,20 por litro, com diminuição de cerca de 5%. Esta é a primeira queda desde dezembro passado.

No último ajuste, anunciado em junho, o preço médio de venda de gasolina havia subido de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro.

-Publicidade-

Dessa forma, a Petrobras cede às pressões políticas dos últimos meses e dá sinais de uma mudança de direção na política de combustíveis, com afinidade com o governo federal. Indicado pelo Ministério de Minas e Energia, Caio Mário Paes de Andrade assumiu a Presidência da estatal no fim de junho.

Depois do último reajuste de junho, o Poder Executivo e o Legislativo, por meio do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), chegaram a cogitar publicamente a instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a política de preços de combustíveis e os lucros da Petrobras.

Nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro (PL) comemorou a decisão desta terça-feira, afirmando que o consumidor brasileiro de gasolina vai ter “brevemente” um dos preços mais baratos do mundo.

Os preços de venda de combustíveis às refinarias são um dos fatores de composição do valor final dos combustíveis, junto com impostos e fatia de distribuidoras e revendedores.

A Petrobras informa que, considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da empresa no preço ao consumidor vai passar de R$ 2,96 para R$ 2,81 a cada litro vendido na bomba, em média.

Quem calcula o valor do combustível na bomba é o levantamento semanal realizado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Segundo o órgão, a gasolina apresentou queda nas últimas três semanas, por conta da limitação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), aprovada em junho pelo Congresso Nacional.

“Essa redução acompanha a evolução dos preços internacionais de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para a gasolina, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”, manifestou a estatal, em nota.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.