China suspende venda de ingressos para Olimpíada de Inverno

Aumento do número de infecções causadas pelo novo coronavírus e avanço da variante Ômicron são os motivos da decisão
-Publicidade-
Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim acontecerão em fevereiro
Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim acontecerão em fevereiro | Foto: Divulgação

A venda de ingressos para a Olimpíada de Inverno de Pequim foi suspensa nesta segunda-feira, 17, pelo comitê organizador do evento esportivo. O motivo alegado pelos chineses é o aumento do número de infecções causadas pelo novo coronavírus no país.

Segundo o comitê, os últimos bilhetes disponíveis para as competições serão distribuídos a grupos específicos, que terão de seguir rígidos protocolos sanitários. Essas entradas serão disponibilizadas apenas para “espectadores locais”, informou o órgão.

A rápida disseminação da variante Ômicron do coronavírus por todo o mundo também fez com que as autoridades chinesas decidissem interromper a venda de ingressos para os Jogos. O evento está programado para o período entre os dias 4 e 20 de fevereiro.

-Publicidade-

No ano passado, a China já havia anunciado que turistas de outros países não poderiam assistir às competições por causa da pandemia. Segundo o comitê organizador da Olimpíada de Inverno, o país ainda vive uma situação “severa e complexa” no enfrentamento ao coronavírus.

No início de janeiro, os organizadores decidiram criar uma “bolha sanitária” para isolar todas as pessoas que vão trabalhar nos Jogos, incluindo voluntários, cozinheiros, motoristas e outros profissionais. Eles ficarão completamente isolados durante semanas no chamado “circuito fechado” e não terão nenhum contato com o ambiente externo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.