Com inundações e mortes, Nova York decreta estado de emergência

Tempestade tropical Ida, que atingiu os EUA como furacão de categoria 4, deixou rastro de destruição em diversos pontos do país
-Publicidade-
Estações de metrô de Nova York ficaram alagadas por causa das fortes chuvas na cidade
Estações de metrô de Nova York ficaram alagadas por causa das fortes chuvas na cidade | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Pelo menos oito pessoas morreram em Nova York e Nova Jersey desde quarta-feira 1º, em meio às fortes chuvas que causaram alagamentos e grandes inundações em várias cidades dos Estados Unidos durante a passagem da tempestade tropical Ida, que vem causando estrago.

Em Nova York, até o momento, a polícia confirmou sete mortes — entre as quais uma criança de 2 anos, um homem de 50 anos e uma mulher de 48 anos que foram encontrados mortos dentro de uma casa, na noite de ontem. Em Nova Jersey, foram duas vítimas. Mais seis pessoas morreram em outros Estados (duas na Louisiana, duas no Mississippi e duas no Alabama).

Leia mais: “Acuado por denúncias de assédio sexual, governador de Nova York renuncia”

-Publicidade-

A tempestade interrompeu o funcionamento de praticamente todas as linhas de metrô de Nova York, mergulhando a cidade no caos. Algumas estradas próximas à cidade estão fechadas. Há alerta de tornados em diversos pontos, como em Nova Jersey e partes da Pensilvânia.

Pelo menos nove casas foram totalmente destruídas em Nova Jersey. O aeroporto Newark Liberty suspendeu alguns voos.

Leia também: “A queda de Cuomo”, artigo de Rodrigo Constantino publicado na Edição 73 da Revista Oeste

A governadora de Nova York, Kathy Hochul, e o governador de Nova Jersey, Phil Murphy, decretaram estado de emergência. O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, também declarou emergência na cidade e fez um apelo para que os moradores não deixem suas residências.

A tempestade tropical Ida atingiu os Estados Unidos como um furacão de categoria 4 no domingo 30. Com ventos de 230 quilômetros por hora, o Ida foi o quinto furacão mais forte da história a atingir o continente, de acordo com informações da Associated Press. Na segunda-feira 31, o furacão foi rebaixado para tempestade tropical.

Leia também: “Suprema Corte dos EUA permite lei antiaborto aprovada pelo Texas”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro