Ditador de Cuba bloqueia internet do país para reprimir protestos

Manifestantes tomaram as ruas contra o regime castrista
-Publicidade-
Miguel Mario Díaz-Canel, no Parlamento cubano, em 2019 | Foto: Irene Pérez/ Cubadebte.
Miguel Mario Díaz-Canel, no Parlamento cubano, em 2019 | Foto: Irene Pérez/ Cubadebte.

O primeiro-secretário do Partido Comunista de Cuba, Miguel Díaz-Canel, cortou a internet do país nesta segunda-feira, 12. A finalidade é conter o avanço dos protestos que miram a ditadura. Em razão disso, há poucas informações sobre a amplitude das manifestações. “Diversos jornalistas independentes e defensores dos direitos humanos estão incomunicáveis”, relatou Juan Antonio Blanco, diretor do Observatório Cubano de Conflitos, em entrevista à Revista Crusoé.

Segundo o especialista, a única maneira de falar com a ilha desde ontem é por telefone, mas vários números foram bloqueados. “Alguns cubanos dizem que ocorreu panelaço, mas não há registros para confirmar. Organizações civis de cubanos no exterior afirmam que a repressão deixou oito mortos, o que também não pode ser averiguado”, acrescentou Juan Blanco. Conforme noticiou a Revista Oeste, milhares de cubanos saíram às ruas para protestar contra o governo comunista.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site