Ditadura da Nicarágua prende sexto pré-candidato a presidente

Líder camponês Medardo Mairena havia anunciado intenção de concorrer nas eleições
-Publicidade-
Regime de Daniel Ortega na Nicarágua segue perseguindo opositores e dissidentes
Regime de Daniel Ortega na Nicarágua segue perseguindo opositores e dissidentes | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O regime do ditador Daniel Ortega na Nicarágua prendeu mais um pré-candidato a presidente — o sexto em pouco mais de um mês. Trata-se do líder camponês Medardo Mairena, que já havia anunciado a intenção de concorrer nas próximas eleições presidenciais do país.

Além dos seis presidenciáveis, a ditadura da Nicarágua prendeu mais de 20 opositores. Além de Mairena, a nova “rodada” de prisões políticas atingiu outros três líderes camponeses e estudantes que participaram de manifestações contra o regime em 2018.

Leia mais: “Ditadura da Nicarágua prende mais um pré-candidato à Presidência”

-Publicidade-

Em junho, como Oeste noticiou, o regime prendeu cinco dissidentes do movimento sandinista, que levou Ortega ao poder, em 2007: os dirigentes partidários Dora María Téllez, Ana Margarita Vigil Guardián e Suyen Barahona Cuan, além do general da reserva Hugo Torres e do sociólogo e ex-vice-chanceler Víctor Hugo Tinoco.

Leia também: “Ditadura da Nicarágua prende mais cinco opositores”

Em maio, a ditadura de Ortega já havia prendido repórteres do jornal e site de notícias El Confidencial, cuja linha editorial é crítica ao regime. Na ocasião, a sede da publicação foi invadida por policiais.

Leia também: “Pré-candidato a presidente da Nicarágua é preso”

Dagomir Marquezi, repórter especial e colunista de Oeste, informou na semana passada que personalidades ligadas à oposição estão deixando o país às pressas para evitar serem detidas. Segundo o jornal Washington Post, mesmo antigos membros da elite do regime sandinista estão fugindo.

Leia também: “Nicarágua: polícia invade jornal crítico ao governo e prende repórteres”

ELEIÇÕES

Daniel Ortega governa o país desde 2007. Em novembro, estão marcadas novas eleições presidenciais, mas os partidos de oposição não estão autorizados a participar do pleito. Ainda não se sabe se Ortega disputará um novo mandato — em seu governo, foi aprovada a possibilidade de reeleição indefinida, sem limites. Caso ele não concorra, quem deve disputar é sua mulher e vice-presidente do país, Rosario Murillo.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

    1. Esse bando de vermelhos, ao invés de arruinar o Brasil como estão fazendo, deveriam ir para países assim. É aqui pertinho. Pq o presidente Bolsonaro banana, não expulsa esse bando de larápios para lá ? Do jeito q agem nossas instituições, de forma anticonstitucional e antidemocrática, é isso que acontecerá aqui. Graças a um presidente “abobado” com o seu cargo e que não toma medidas extremas para conter isso, como havia anunciado em sua caminha eleitoral.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site