Índia admite que deve atrasar envio de vacinas ao Brasil

Outros países, como Arábia Saudita e Marrocos, também vêm sofrendo com atrasos na entrega
-Publicidade-
Atraso na entrega de vacinas da Índia também afeta outros países
Atraso na entrega de vacinas da Índia também afeta outros países | Foto: Lidianne Andrade/MyPhoto Press/Estadão Conteúdo

O Instituto Serum, da Índia, admitiu neste domingo, 21, que deve atrasar o envio de doses da vacina da Oxford/AstraZeneca contra a covid-19 para o Brasil, informa o jornal britânico The Guardian.

Leia mais: “Governo distribui mais 5 milhões de vacinas e pede que todas sejam usadas na primeira dose”

O governo indiano vem sendo criticado internamente por ter negociado com outros países a venda de doses do imunizante, enquanto a vacinação dos indianos caminha a passos lentos.

-Publicidade-

Leia mais: “Brasil negocia com os Estados Unidos importação de vacinas de Oxford”

Em fevereiro e março, o Ministério da Saúde recebeu 4 milhões de doses da vacina produzida pela Covishield, que produz a “versão indiana” do imunizante de Oxford. O Brasil espera mais 8 milhões de doses nos próximos meses. Outros países, como Arábia Saudita e Marrocos, também vêm sofrendo com atrasos na entrega.

Leia também: “O que falta para o Brasil acelerar a vacinação?”, reportagem publicada na Edição 50 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro