Kamala Harris é a vice-presidente mais impopular dos EUA em 50 anos

Apenas 28% dos norte-americanos aprovam desempenho da vice de Joe Biden no cargo; ela é rejeitada por 51%
-Publicidade-
Kamala Harris, vice-presidente dos Estados Unidos, tem alta rejeição
Kamala Harris, vice-presidente dos Estados Unidos, tem alta rejeição | Foto: Lawrence Jackson/Casa Branca

Alçada à condição de potencial estrela do novo governo dos Estados Unidos quando Joe Biden foi eleito, em novembro do ano passado, a vice-presidente Kamala Harris pode ser apontada hoje como uma das maiores decepções da atual administração democrata.

Segundo uma pesquisa divulgada nesta semana pelo USA Today em parceria com a Suffolk University, apenas 28% dos norte-americanos aprovam seu desempenho no cargo. A rejeição a Kamala, de 51%, é a maior de um vice-presidente nos últimos 50 anos.

A reprovação apontada nas pesquisas vem interferindo também na forma como o próprio Biden tem se relacionado com sua vice. No início do mandato, o presidente dos EUA costumava aparecer ao lado de Kamala em diversas ocasiões — só em fevereiro, os dois estiveram juntos em pelo menos 38 compromissos públicos. Nos últimos dois meses, foram vistos lado a lado apenas duas vezes.

-Publicidade-

“Não há muita coisa que Harris possa fazer que Biden ainda não tenha feito, incluindo atuar no cargo que ela ocupa agora”, analisa Mark Barabak, colunista do jornal Los Angeles Times. Segundo ele, Biden tem experiência política e traquejo com o Congresso (foi senador por 36 anos, além de vice-presidente nos dois mandatos de Barack Obama) suficientes para que não precise da ajuda de Kamala nessa função.

A um ano das eleições de meio de mandato no país, o governo democrata vive seu pior momento. O próprio Biden também sofre grande rejeição — é aprovado por apenas 38% do eleitorado, segundo as últimas pesquisas.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. A esquerda não marca sua passagem pela competência, produtividade e honradez.
    Quem aplaude algazarra, quebra de valores e “estado democrático marxista de direito”, tem vida curta, e ficam nos registros apenas legados de atraso e destruição.
    A América reencontrará o seu caminho de prosperidade e bem viver.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.