Na Rússia, opositor de Putin é transferido para ‘local desconhecido’

É o que informa Vadim Kobzev, advogado de Alexei Navalny
-Publicidade-
Alexey Navalny, opositor de Putin que está preso na Rússia
Alexey Navalny, opositor de Putin que está preso na Rússia | Foto: Reprodução/Instagram

O advogado Alexei Navalny deixou a prisão de Moscou em que estava detido desde o último mês. Líder da oposição ao governo de Vladimir Putin, ele segue sob controle da Justiça e das forças policiais da Rússia, mas encontra-se em “local desconhecido”. É o que advertiu o advogado Vadim Kobzev. O alerta da defesa do opositor foi feito na quinta-feira 25.

Leia mais: “Pacifista? Biden ordena ataque à Síria”

-Publicidade-

“Navalny foi transferido por etapirovanie da prisão preventiva número 1″, informou Kobzev. Termo utilizado pelo advogado de Navalny, o etapirovanie é algo comum na Rússia — e criticado por autoridades internacionais, informa a agência de notícias EFE. Trata-se de comboio para transferência de detentos. Em muitos casos, o processo leva dias para ser concluído e durante esse tempo defesa e parentes do preso não sabem onde ele se encontra e para onde, de fato, será transferido.

A remoção de Navalny da prisão em Moscou ocorre após a Justiça da Rússia decidir na semana passada pela manutenção de sua prisão. Os juízes chegaram a diminuir o tempo em que ele deverá ser mantido fora do convívio em sociedade. Opositor de Putin, ele é acusado de fraude. A imputação de crime, contudo, é negada, conforme registrou Oeste. O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos chegou a defender a sua “liberdade imediata.”

Documentarista envenenado

Alexei Navalny foi internado na Alemanha em agosto de 2020 com sinais de envenenamento. Recuperado, voltou para a Rússia (momento em que foi detido). Antes de regressar a solo russo, deixou um material crítico ao presidente local: um documentário em que denuncia a construção de uma mansão no interior do país. A produção foi tema de “O palácio bilionário de Vladimir Putin”, artigo do jornalista Dagomir Marquezi publicado na Edição 47 da Revista Oeste.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.