OMS confirma mais de 50 mil casos de varíola dos macacos no mundo

No entanto, há uma tendência de desaceleração e redução do contágio
-Publicidade-
Tedros Adhanom Ghebreyesus. diretor-geral da OMS, em entrevista coletiva na quarta-feira
Tedros Adhanom Ghebreyesus. diretor-geral da OMS, em entrevista coletiva na quarta-feira | Foto: Reprodução/Twitter

A Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou mais 50 mil casos de varíola dos macacos no mundo, no boletim epidemiológico semanal divulgado na quarta-feira 31. A entidade também confirmou a diminuição do contágio na Europa e nos Estados Unidos, tendência que já vinha sendo observada na semana passada.

Porém, segundo a OMS, ainda há aumento de números de casos em vários países da América. “Nas Américas, onde mais da metade dos casos relatados foram registrados, vários países continuam tendo um aumento no número de infecções, mas é encorajador ver uma tendência de queda sustentada no Canadá”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

Alguns países europeus, como Alemanha e Holanda, também estão vendo uma clara desaceleração do surto, segundo a organização, o que demonstra a eficácia das intervenções de saúde pública, como informações e vacinas, e a colaboração dos pacientes a adotar medidas para não passar o vírus.

-Publicidade-

Como a doença é transmitida por contato próximo e a maioria absoluta dos doentes são homossexuais, a OMS chegou a recomendar a diminuição do número de parceiros a esse público, que também está sendo escolhido para ser vacinado.

Os países com maior número de casos são Estados Unidos (17,3 mil); Espanha (6,5 mil); e o Brasil, em terceiro lugar, com 4,5 mil. A varíola dos macacos, declarada emergência global de saúde, tem cura e não é grave, desde que tratada precocemente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.