ONG relata que ditadura cubana prendeu 150 manifestantes

Um morto foi confirmado pelo regime
-Publicidade-
Manifestação em Havana, na capital de Cuba, no domingo 11
Manifestação em Havana, na capital de Cuba, no domingo 11 | Foto: Reprodução/Twitter

A ONG Human Rights Watch informou nesta quarta-feira, 14, que a ditadura de Cuba mandou para a cadeia 150 manifestantes desde o início dos protestos no país, iniciados no domingo 11. Uma pessoa morreu. Segundo a entidade, a maioria das detenções ocorreu em casa.

Segundo o Ministério do Interior, o falecido é Diubis Laurencio Tejeda, de 36 anos, que participava da inssureição contra a ditadura no bairro pobre de Guinera, periferia de Havana. Desde que os movimentos começaram, as ruas de Havana continuam tomadas por forte presença militar e agentes à paisana.

Leia também: “Cuba está à beira de uma guerra civil, diz Zoe Martínez”

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site