‘Parente’ do Sars-Cov-2 é achado em morcegos no Camboja

Segundo os cientistas, a descoberta revela que o vírus está mais distribuído geograficamente do que se imaginava anteriormente
-Publicidade-
Apesar da proximidade com o Sars-Cov-2, essa nova sublinhagem não tem potencial de infecção
Apesar da proximidade com o Sars-Cov-2, essa nova sublinhagem não tem potencial de infecção | Foto: Reprodução/Visual Science

Mais um “parente” do Sars-CoV-2, o vírus causador da covid, foi encontrado no sudeste asiático. O mais novo achado tem semelhança em 92% do genoma. As análises foram feitas em material coletado, em 2010, de dois morcegos-ferradura no Camboja.

Apesar do porcentual de semelhança elevado entre os coronavírus, há uma diferença na parte do genoma referente à proteína S — que permite, no Sars-CoV-2, a invasão de células humanas. No caso do novo parente, a área não é compatível com os receptores dos seres humanos e os dados da pesquisa não apontam potencial de infecção.

A descoberta foi publicada neste mês na revista Nature. Os pesquisadores avaliam que mais estudos são necessários para entender à possível gama de hospedeiros, entre eles os humanos, dessa sublinhagem.

-Publicidade-

Apesar da semelhança entre o coronavírus encontrado no Camboja e o Sars-CoV-2, a espécie de morcegos em que o vírus foi encontrado não habita a China. Isso revelaria, segundo os cientistas, que parentes do causador da covid estão mais distribuídos geograficamente do que se imaginava anteriormente.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.