Presidente da Tunísia demite primeiro-ministro e suspende parlamento

Milhares apoiaram a decisão
-Publicidade-
O presidente da Tunísia, Kais Saied | Foto: Daina Le Lardic/União Europeia
O presidente da Tunísia, Kais Saied | Foto: Daina Le Lardic/União Europeia

O presidente da TunísiaKais Saied, determinou a suspensão por 30 dias das atividades do parlamento e a destituição do primeiro-ministro, Hichem Mechichi. O ato ocorreu na noite do domingo 25. A decisão, tomada depois de um encontro na sede do Poder Executivo, atribui para Saied plenos poderes. Segundo ele, a medida está prevista na Constituição.

-Publicidade-

Saied sustentou que há um “perigo iminente”, sem mencionar qual. A Carta Magna dá ao presidente a responsabilidade direta somente por relações exteriores e pelas Forças Armadas. A suspensão das atividades parlamentares aconteceu após protestos realizados ontem contra autoridades do país, em especial o partido governista Ennahda, de orientação isâmica.

Segundo a agência Reuters, milhares de pessoas permaneceram nas ruas da capital Túnis e de outras cidades para apoiar a decisão de Saied. Membros da oposição acusaram o governo de estar praticando um golpe de Estado.

Leia também: “Chefe das Forças Armadas do Peru renuncia ao cargo”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro