Safra de citros do Uruguai deve crescer 19%

Projeção é baseada nos trabalhos de campo realizados em junho e julho
-Publicidade-
Produção uruguaia de laranja deve ter alta de 21% | Foto: Leila Florêncio/Flickr
Produção uruguaia de laranja deve ter alta de 21% | Foto: Leila Florêncio/Flickr

Os produtores de frutas cítricas do Uruguai devem colher mais de 6 milhões de caixas na temporada 2020/2021, o que representa uma alta de 19% em relação à safra anterior. A informação foi divulgada pelo Ministério da Agricultura do país. A estimativa mais tardia da safra é baseada no trabalho de campo realizado em junho e julho e inclui as produções de laranja, tangerina, limão e toranja.

Leia mais: “Começa na Inglaterra o julgamento sobre formação de cartel no setor de laranja no Brasil”

Laranja

-Publicidade-

Os produtores de laranja devem colher 2,7 milhões de caixas, um aumento de 23%. A expectativa do ministério é que 1,2 milhão de caixas da fruta serão exportadas in natura — sem passar por processamento — , ou 44%. O mercado interno, incluindo a indústria de processamento de sucos e in natura, deverá absorver 56% da safra de laranja.

Limão

A produção de limão deve chegar a 1,5 milhão de caixas, com alta de 21%. Cerca de 1,1 milhão de caixas da fruta serão vendidas localmente ou transformadas em suco pela indústria uruguaia, de acordo com a pasta.

Leia também: “Uruguai anuncia reabertura das fronteiras para vacinados”

Tangerina

Já a produção de tangerina deve crescer 14%, para 2,2 milhões de caixas. Espera-se que aproximadamente metade da tangerina seja processada em suco ou vendida no mercado interno.

Os resultados finais da safra cítrica de 2021 serão divulgados pelo Ministério da Agricultura do Uruguai em outubro.

Com informações da Citrus BR

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro