Aziz: Wizard acha que conseguir habeas corpus no STF ‘é igual ir na quitanda comprar bombom’

'Pra que foi ao Supremo se não vinha?', questionou presidente da CPI da Covid
-Publicidade-
Presidente da CPI da Covid, Omar Aziz |  Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado
Presidente da CPI da Covid, Omar Aziz | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Ao anunciar que vai pedir à Justiça a condução do empresário Carlos Wizard para depor, o presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), criticou o bilionário por ter faltado à oitiva que estava marcada para esta quinta-feira, 17. O senador disse que a atitude foi uma “falta de respeito” com o Supremo Tribunal Federal.

Na quarta-feira 16, o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo, concedeu um habeas corpus permitindo que Wizard ficasse em silêncio, mas não o desobrigou a comparecer à CPI. “Pra que foi ao Supremo se não vinha?”, questionou Aziz, que também determinou a retenção do passaporte do empresário assim que ele chegar do Estados Unidos.

Leia mais: “Governo nomeia nova secretária de enfrentamento à covid-19”

-Publicidade-

— O senhor Carlos Wizard está achando que conseguir habeas corpus no Supremo é que nem ir na quitanda comprar bombom. É uma falta de respeito, não com a CPI nesse momento, mas com o Supremo Tribunal Federal — declarou o presidente da comissão.

Segundo ele, Barroso “tem muitos afazeres dentro do trabalho que ele tem como Ministro do Supremo Tribunal” e Wizard “tem que entender que a Justiça brasileira tem outras coisas para fazer” e não pode “levar na brincadeira o Supremo Tribunal Federal”.

Aziz disse que a comissão recebeu, às 7h, pedido dos advogados de Carlos Wizard para remarcar a audiência “para data mais adequada dentro do cronograma dos trabalhos”. — É uma brincadeira dele, né? Uma data combinada para ele vir. É uma autoridade. — ironizou o presidente da CPI.

Auditor do TCU

Também estava previsto para hoje o depoimento do auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Silva Marques. Aziz pediu desculpas a Marques, que já estava no prédio do Senado, mas decidiu adiar a oitiva devido a votação da medida provisória que possibilita a privatização da Eletrobras.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

14 comentários

  1. Esse Osmar Aziz, é a síntese do cafajeste, quadrilheiro, mafioso. É uma mácula nos representantes do Estado do Amazonas e para seus ancestrais, o povo Sírio/Libanês, tão importante para o Brasil.

    1. Se o Barroso tivesse muito o que fazer no STF, esse picareta não ficaria fazendo política para sacanear o voto auditavel. E mais, se não fosse tão picareta mandaria interditar aquela CPI que ele próprio criou. CPI de pedófilo e vagabundo.

  2. Verdade, o Supremo tem bastante trabalho mesmo, tais como manter seu amigos bandidos fora da cadeia, incluindo você Omar Aziz, um vagabundo e bandido da pior espécie.

  3. CARLOS WIZARD fez muito bem, pois essa CPI da vergonha é desmoralizante para o brasil, pois não é séria, mas um ambiente de autoritarismo e tribunal de exceção. Se fosse ele não viria nessa CPI conduzidas por corruptos.

  4. Lembrando que o governador do Estado dele não apareceu na CPI e ele nem se pronunciou a respeito. Dois pesos e duas medidas. Lamentável tudo isso, ladrões dando as cartas no país. A começar pelo STF, antro putrefato, escritório de advocacia da esquerdalha.

  5. Aziz é canalha, arrogante, despreparado, e acima de tudo, suspeito de corrupção abjeto. Igualzinho ao Renan.
    Povo amazonense, pelo amor de Deus, não votem nunca mais nesse cafajeste. Eliminem da política esse anão detestável.

  6. Que cara desprezível esse Omar, uma criança tem mais maturidade que ele. Mas numa coisa ele tem razão, realmente conseguir um habeas corpus no ESSITÊEFIII não é como ir na quitanda comprar bombom, apesar de precisar de um pouco mais de dinheiro, este recurso tem sido adquirido a distância para os mais chegados. Bombom custa caro.

  7. Ótimo! Carlos Wizard deu a esse Circo Parlamentar de Inquisição a atenção que ela merece.
    Chega de gastar dinheiro público, ao trabalho! O Brasil precisa gerar empregos e riquezas. Prisão para esses “iluminados” que escancaram o que existe de pior nos poderes Legislativo e Judiciário.
    Por que a inquisição não pode ser via remota? Seria um uso mais racional de recursos públicos.

  8. Estamos prestes a ver o primeiro pedido de asilo político para escapar à perseguição pelo atual regime ditatorial do Brasil. De início, a perseguição era encargo apenas do Judiciário, mas agora o Legislativo também tem seu braço persecutório (criado por ordem do Judiciário!). Por exemplo, se no Inquérito dos Atos “Antidemocráticos” o STF tinha que “lançar e correr para cabecear”, agora já pode ficar “na banheira” esperando o lançamento ser feito pela CPI da COVID, que investiga até crimes ocorridos anos antes da pandemia (em breve chegará aos “anos de chumbo”). É por isso que o tal Inquérito do STF perdeu a utilidade e será, em breve, encerrado. Quebra de sigilos, prisões, etc., agora serão de iniciativa da CPI.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site