Bia Kicis é dispensada da vice-liderança do governo no Congresso

A dispensa da deputada Bia Kicis (PSL-DF) foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. A parlamentar votou contra a aprovação do Fundeb
-Publicidade-
Deputada Bia Kicis (PSL-DF) não é mais vice-líder do governo | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
Deputada Bia Kicis (PSL-DF) não é mais vice-líder do governo | Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

A dispensa da deputada Bia Kicis (PSL-DF) foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União. A parlamentar votou contra a aprovação do Fundeb

bia kicis
Deputada Bia Kicis (PSL-DF) não é mais vice-líder do governo
Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados
-Publicidade-

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF) foi dispensada, na noite desta quarta-feira, 22, da função de vice-líder do governo no Congresso Nacional. A informação consta em uma edição extra do Diário Oficial da União.

A dispensa de Kicis ocorre um dia depois de ela votar contra a constitucionalização do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). A vice-liderança do governo no Congresso é composta de sete deputados. Somente ela foi removida do cargo.

Conforme revelado por Oeste, o presidente Jair Bolsonaro ficou descontente com a forma como alguns deputados votaram a matéria. O presidente ratificou em várias publicações que era a favor da medida, apesar de ela ser contestada pela equipe econômica.

A parlamentar é uma das principais aliadas do presidente da República e assumiu a função em março do ano passado. A liderança do governo no Congresso cuida das matérias orçamentárias votadas na Comissão Mista de Orçamento, das medidas provisórias e dos vetos presidenciais, que são analisados em sessões conjuntas da Câmara e do Senado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.