-Publicidade-

Bolsonaro lamenta guinada à esquerda da América Latina

Presidente afirma que liberdade está em perigo
O presidente Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/Twitter
O presidente Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/Twitter | jair bolsonaro - guinada à esquerda da américa latina

Presidente afirma que liberdade está em perigo

jair bolsonaro - guinada à esquerda da américa latina
O presidente Jair Bolsonaro | Foto: Reprodução/Twitter

O presidente da República, Jair Bolsonaro, reclamou do fato de a América Latina estar “caminhando para a esquerda”. Sem mencionar casos em específico, ele questionou na tarde desta terça-feira, 3, a quem interessa essa guinada no espectro político da região.

Leia mais: “Se ganhar, Biden promete ‘reunir o mundo’ contra o Brasil”

“Devemos nos inteirar, cada vez mais, do porquê e por ação de quem a América do Sul está caminhando para a esquerda”, publicou Bolsonaro em seu perfil no Twitter. Ele não citou nenhum país, mas a afirmação ocorre dias após um opositor de Nicolás Maduro deixar a Venezuela, o Chile aprovar a criação de uma nova Constituição, a Argentina sofrer economicamente e a Bolívia colocar um político esquerdista de volta ao poder.

“Nosso bem maior, a liberdade, continua sendo ameaçado”

Nesse sentido, o presidente brasileiro sinalizou a existência de risco para os direitos na região. “Nosso bem maior, a liberdade, continua sendo ameaçado. Nessa batalha, fica evidente que a segurança alimentar, para alguns países, torna-se tão importante e aí se inclui, como prioridade, o domínio da própria Amazônia.”

Eleição nos EUA

Para além da América Latina, Jair Bolsonaro falou sobre a eleição para presidente dos Estados Unidos. “É inegável que as eleições norte-americanas despertam interesses globais, em especial, por influir na geopolítica e na projeção de poder mundiais”, observou o mandatário brasileiro, que questionou a segurança do pleito. “Há sempre uma forte suspeita da ingerência de outras potências no resultado final das urnas.”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. O que me preocupa é a passividade, a isenção, a omissão sobretudo a omissão dos brasileiros, que em 2013, numa atitude de brasilidade, fomos às RUAS e elencamos as PAUTAS ANTICORRUPÇÃO. Afastamos em 5 anos o EXECUTIVO da trama sórdida combinada na Assembléia Constituinte que originou a Carta comumista de 88.
    É nossa missão a PRESTAÇÃO DE CONTAS c o CONGRESSO, pela PRISÃO em SEGUNDA instância e fim do foro privilegiado. Como resultado afastaremos o legislativo do STF, este q vive em simbiose com uma corte inconstitucional, que fez da carta comunista o instrumento de transgressão aos demais poderes, ceifando o pouco de DEMOCRACIA e liberdade que tínhamos.
    É iminente cobrar desses congressistas que nos traem, atitudes de honradez, p q se possa separar o joio do trigo. Será que precisaremos de reeditar a MARCHA DAS FAMÍLIAS? Ñ sejamos estúpidos meus compatriotas. A NOSSA LIBERDADE ESTÁ EM PERIGO!!!

  2. A inescrupulosa esquerda sabe como coopta seu exército de alienados, marginais e hipossuficientes intelectualmente.
    São amorais, portanto os meios justificam os fins, como placidamente muitos dos seus mais relevantes representantes afirmam abertamente.
    A conspiração e as ações efetivas para a violência, se por motivos dela, são válidos, necessários e elogiosos.
    Isso ocorre no mundo inteiro, é um fenômeno infelizmente comum que torna a esquerda uma seita perversa e suicida.
    Nos resta lutar para instrução de qualidade, única porta que poderá reduzir as diferenças sociais associada a um nível razoável de discernimento para os atuais mais frágeis poderem se livrar dessa pecha.

  3. O presidente tem razão. Quem são os interessados na volta da esquerda a América Latina? E não pensemos q o Brasil não será atingido por isso. A atitude do supremo em relação às facções criminosas do Nordeste, Rio e São Paulo, anunciam o q está por vir em 2022, provavelmente veremos ataques d organizações criminosas a instituições públicas, combates acirrados nas ruas, tudo para desestabilizar o país no ano das eleições, e a pergunta q não fica p trás, “quem vai patrocinar isso ?”. Já sabemos na reportagem da oeste os interessados na “nova ordem mudial” inclui -se aí o PT, ou o PDT q já tem o apoio dos partido chines. Se trump perder a eleição ficará muito mais difícil p o Brasil em 2022.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês