Bolsonaro terá que depor pessoalmente, decide decano

Celso de Mello também permitiu que a defesa do ex-ministro Sergio Moro faça perguntas ao presidente, acusado de interferir na Polícia Federal
-Publicidade-
O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
O ministro do Supremo Tribunal Federal Celso de Mello | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Celso de Mello também permitiu que a defesa do ex-ministro Sergio Moro faça perguntas ao presidente, acusado de interferir na PF

Celso de Mello arquiva processo contra Bolsonaro
Ministro do Supremo Tribunal Federal, Celso de Mello é o decano da Corte | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Mesmo de licença médica, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello determinou nesta sexta-feira, 11, que o presidente Jair Bolsonaro preste depoimento presencial no inquérito que apura suposta interferência na Polícia Federal (PF). O presidente tentava se defender por escrito. A investigação surgiu depois de o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, acusar o chefe do Executivo de influenciar a PF. Contudo, Bolsonaro nega ingerência na instituição.

-Publicidade-

Leia também: “Moro pode ser declarado suspeito nos processos envolvendo Lula?”

Além disso, Mello permitiu que a defesa de Moro possa acompanhar a sessão e fazer perguntas ao presidente. Na decisão, o ministro afirma que o depoimento por escrito só é permitido aos chefes dos Três Poderes da República que figurem como testemunha ou vítima. Mas não quando ostentem a condição de investigado ou de réu. Durante as investigações, a PF pediu ao Supremo para ouvir o presidente sobre as acusações. Consultada pelo ministro, a Procuradoria-Geral da República se manifestou a favor do depoimento por escrito.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

26 comentários Ver comentários

  1. Esse ai não vai deixar nenhuma saudade. O mais impressionante é a covardia de não votar virtualmente nos processos da segunda turma. Uma nota zero para o indicado por Sarney ao STF. Ainda teremos que atura-lo por 50 dias.

  2. Esse senhor pernóstico, de linguajar arrogante inapropriado a um magistrado, – porque decisão judicial é dirigida não só aos advogados, mas às partes e, portanto, deve ser clara, objetiva e de fácil compreensão -, quer mais uma vez constranger o Presidente da República e os militares de dentro e fora do governo. Como a maior parte dos militantes de esquerda de sua idade, não conseguiu superar o período da ditadura e usa o cargo que está prestes a perder para promover “vingancinhas”, desprezando decisão anterior da própria Corte a respeito do ex-Presidente e ferindo a segurança jurídica. Não deixará saudade, pelo menos para muita gente.

  3. A gaiola das loucas!
    O STF é o reino da insanidade!
    Chupadores, desvairados, megalomaníacos!
    Divindades que vivem enclausuradas em uma redoma ou enfurnadas em sarcófagos como múmias que são. Figuras abertas que como vampiros se escondem da luz!
    O STF é a chaga que não cicatriza e exaure o sangue de toda uma Nação!

  4. Caraca, nada a acrescentar. Convocação do Ze ñ dá pra se esquivar, mesmo antes do último suspiro. Fala Ze, num deixa pro Cabral!

  5. Entendo que esse senhor não tem somente problemas de saúde física (coluna), mas também mental. Evidentemente esta pretendendo humilhar o presidente em melancólico final de carreira. Estranha essa tal de harmonia entre os Poderes da República, se qualquer ministro do STF pode exigir depoimento presencial e com os advogados do enfadonho Moro questionando-o. Entendo que também os outros Poderes poderiam convocar presencialmente Celso de Mello para dar explicações do que falou sobre o presidente Bolsonaro comparando-o á república Nazista. Caso não comparecesse, seria levado sob VARA. Sugiro que o ministro Augusto Heleno o convoque. Como isto parece não ser interpretado pelos notáveis do saber jurídico como independência e harmonia entre os poderes descritos em nossa Constituição, então ou não se cumpre a decisão de Celso e se recorra ao pleno do STF, para a sociedade poder enxergar a saúde mental da Corte Suprema. Sugiro aos ministros do STF, que investiguem se FHC e Lula não tiveram nenhuma interferência na PF. Caso não conheçam, recomendo ler os “diários da presidência” de FHC, e ouçam entrevista de Lula a Leonardo Sakamoto do Uol logo após ser libertado e façam suas interpretações. Isto é que é democracia modelito Celso de Mello?

  6. O presidente não deve obedecer a decisão desse velho esclerosado..em vez de ir pra casa tomar remédio…fica enchendo o saco do presidente..

  7. Esse Celso de Merd* é a escória do Supremo. Vai deixar a Corte com uma mancha praticamente irreparável, haja vista sua conduta político partidária. Um sujeito desse não está preparado nem pra ser juiz leigo, quanto mais ministro do supremo.

  8. Saulo Ramos era um bom Ministro, infelizmente não soube escolher, indicar um Ministro para o Sarney e deve ter se arrependido e até hoje deve estar se remoendo em outra dimensão. Quem sabe ele possa ajudar o Bolsonaro a escolher um ótimo nome para a Suprema Corte.

  9. Moro e PF de Curitiba juntinhos e misturados!! Que patético!
    Moro e sua PF querem a qualquer custo criar constrangimento a Bolsonaro, já que não conseguem nada contra ele. LAMENTÁVEL!

  10. Um Juizéco de Merda, isso que se tornou algumas figuras do STF. Se eu fosse o presidente mandava esse cara a Merda e dava voz de prisão a meia duzia de comedores de lagosta por PREVARICAÇÃO, ABUSO DE AUTORIDADE E CRIMES CONTRA A SEGURANÇA NACIONAL.
    Essas são minhas OPINIÕES.

  11. Uma perda irreparável para o País a manutenção de pessoas do teor desse Senhor na Suprema Corte.
    Que sejam úteis apenas para nos dar certeza e forças para alterarmos a metodologia de levarmos alguém ao STF, bem como aos requisitos para suas manutenções no cargo; excluindo de vez a vitaliciedade.

    1. Acredito que os colegas médicos poderiam aumentar as doses de antipsicóticos de vossa excelência. É uma tristeza ver um moribundo se agarrando com unhas e dentes aos últimos momentos de ser chamado excelência. Pois depois que sair do supremo será vossa decadência. Triste como o homem se apega a autoridade. Poderia ter feito história, porém será engolido por ela.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.