Revista Oeste - Eleições 2022

Braço direito de Paulo Guedes, Daniella Marques deve assumir a Caixa

Pedro Guimarães deixará cargo depois de denúncias de assédio sexual
-Publicidade-
Daniella deve ser a próxima presidente da Caixa | Foto: Divulgação
Daniella deve ser a próxima presidente da Caixa | Foto: Divulgação

Depois de denúncias de assédio sexual contra o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o governo de Jair Bolsonaro (PL) prepara o anúncio de Daniella Marques para o comando do banco público. Ela é atualmente secretária de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia, comandado pelo ministro Paulo Guedes.

Para o cargo atual, Daniella foi nomeada em fevereiro deste ano. Antes, ela atuava como chefe da Assessoria Especial de Assuntos Estratégicos da pasta desde 2019.

Formada em administração pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro e com MBA em finanças pelo IBMEC/RJ, Daniella Marques atuou por 20 anos no mercado financeiro, na área de gestão independente de fundos de investimentos.

-Publicidade-

Acusado de assédio sexual, Pedro Guimarães prepara a saída do governo. A expectativa é que o desligamento possa acontecer já nesta quarta-feira, 29.

Ao menos cinco funcionárias da Caixa acusam Pedro Guimarães de assédio sexual, conforme reportagem publicada na terça-feira pelo portal Metrópoles. Segundo a publicação, as mulheres relatam toques íntimos não autorizados, abordagens inadequadas e convites incompatíveis com a relação profissional.

Uma apuração sobre o episódio foi aberta na Procuradoria da República no Distrito Federal, e o caso tramita sob sigilo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. Para mim o aparato da esquerda já sem moral busca difamar os membros do governo. Um chefe de posição prestigiada não precisa de relacionamento com funcionárias, pois basta ir a um evento de amigos que muitas se colocam a disposição. Fui chefe em uma empresa automobilística sempre respeitei e soube colocar muitas funcionárias em sua posição, mas reconhecendo a minha responsabilidade até fora da empresa recusava qualquer assédio mesmo não sendo funcionária.

  2. A situação requer cautela antes de fazer qualquer acusação!! Uma coisa me intriga: As supostas vítimas só agora, às vésperas da eleição, se manifestaram !!! Não está cheirando bem !!!

  3. Nunca ouvi comentário chamando o Pedro de “ Pedro o Louco “, é a primeira vez que ouço falar deste cidadão , que todos elogiavam pela excelente atuação na CEF.

  4. e ainda tem gente que não acredita no assédio…como isso é possível?
    as mulheres se juntaram para inventar uma historia dessas? confirmada por 3 ex-conselheiros da CEF, com a CGU investigando e agora até o MPF.
    o sujeito era chamado de Pedro Louco pelos próprios membros do governo, comprou o silencio com promoções e estágios no exterior, já tem fama de assediador há muito tempo. mas tudo é invenção da mídia e da esquerda…caramba, como a ideologia cega as pessoas.

    1. Denúncias falsas, como a do caso Neymar, acabam por prejudicar as verdadeiras vítimas de assédio, um crime bárbaro.
      Pergunto, apenas com a palavra dos acusadores, é justo julgar e condenar uma pessoa? Não existe mais contraditório e ampla defesa?
      Tem gente vê notícia de um criminoso condenado em 3 instâncias, descondenado pelos amigos, candidato a presidente, que só consegue comício com pelegos, com 1313% das intenções de voto nas pesquisas, vence no zerésimo turno, e acha normal.

      A ideologia cega mesmo as pessoas.

      1. vc quer comparar o caso de acusação de 1 mulher com outro onde tem 5 mulheres acusando e 3 ex-conselheiros confirmando? e ainda com a entrada da CGU e MPF ? sinto informar que vc está errado…até a Damares maluca já aceitou.
        quanto ao Lula acho que vc devia estudar direito básico: quem condena é só a 1a instância, as outras julgam recursos…aproveite e procure saber o conceito de juíz natural: o possível crime teria acontecido no Rio e o acusado morava em Brasília…um juíz do Paraná nunca teria jurisdição sobre o caso. Fachin só demorou 5 anos para se lembrar disso.

  5. Depois do vazamento do processo da menina grávida, e de como a notícia foi manipulada a favor dos abortistas, confio ainda menos nessas denúncias aí.

  6. Infelizmente as denúncias de assédio sexual não precisam nem de provas, as palavras das mulheres são levadas mais a sério do que tudo! Só daqui a um bom tempo é que a verdade dos fatos aparece, aí é tarde demais!

  7. As acusações feitas ao Sr. Guimarães são graves, vamos aguardar que as vítimas apresentem os vídeos e gravações dos ocorridos para que se possa chegar a uma conclusão.

  8. Neste exato momento, os destruidores de reputações já estão levantando a ficha real ou fabricada da Dona Daniella. Logo a mídia serviçal estará comentando a nomeação do “misógino” Bolsonaro com suas costumeiras ressalvas e insinuações.

  9. Excelente nome.
    Eu ainda duvido das denúncias contra o Pedro Guimarães. O vazamento do processo está mal contado. O site Metrópoles é sensacionalista e publica FAKE NEWS um dia sim e outro também. Luiz Estevão, dono e aliado do Ladrão, que o diga.

    1. Acho interessante uma mulher não colocar o homem, ainda mais seu chefe, em seu devido lugar. E muito mais interessante esperar convenientemente, o “tempo certo” para denunciá-lo. Eu como servidora pública passei por diversas chefias masculinas e posso afirmar que chefia no Brasil não tem partido político… em todos temos os engraçadinhos, tanto homens, quanto mulheres… sempre os coloquei educadamente, em seus devidos lugares: chefes. Não quero com isso diminuir a responsabilidade do assediador, mas demoraram muito para denunciá-lo se for verdade…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.