Câmara debate volta de doação eleitoral por empresas

Medida é capitaneada pelo presidente da Casa, Arthur Lira
-Publicidade-
Comissão será formada hoje
Comissão será formada hoje | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), vai instalar nesta terça-feira, 4, uma comissão especial voltada a mudar as regras do jogo na disputa eleitoral de 2022. Trata-se da volta da destinação de recursos do setor privado para candidatos ou partidos — no passado, a prática era permitida no país. A proposta prevê que sejam estabelecidos tetos de R$ 500 mil a R$ 1 milhão por empresa, independentemente do porte da companhia.

O valor poderia ser doado a um único candidato ou dividido entre outros concorrentes, de deputado federal a presidente da República. Caso seja aprovada, a medida não inviabiliza o atual fundo eleitoral, que destina o dinheiro dos pagadores de impostos a partidos políticos — a quantia a ser gasta ano que vem ainda será definida pelo Congresso Nacional. Em 2015, o Supremo Tribunal Federal proibiu que companhias privadas doem a candidatos.

Com informações do Estadão Conteúdo

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários

  1. A Renda per capta brasileira não suporta mais o peso de carregar nas costas os altíssimos salários do setor público, somados aos inúmeros privilégios ( como assessores e cota parlamentar, entre outros ), planos de saúde, aposentadorias, Fundo Partidário e Fundo Eleitoral. Destinar 200 Milhões de Reais a cada eleição a cada um dos maiores partidos políticos é, no mínimo, uma aberração, uma injustiça, uma afronta a quem, numa enorme parcela, não tem siquer o básico para sobreviver.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro