Cidadania aprova pré-candidatura de Alessandro Vieira ao Planalto

Senador é formado em Direito e foi delegado de polícia por 17 anos; ele está em seu primeiro mandato parlamentar
-Publicidade-
O senador Alessandro Vieira, do Sergipe, é pré-candidato à Presidência da República pelo Cidadania
O senador Alessandro Vieira, do Sergipe, é pré-candidato à Presidência da República pelo Cidadania | Foto: Pedro França/Agência Senado

Em reunião de sua Executiva Nacional, o Cidadania (ex-PPS) aprovou nesta sexta-feira, 10, a pré-candidatura do senador Alessandro Vieira (SE) à Presidência da República em 2022.

Trata-se de mais uma tentativa do autoproclamado centro de furar a provável polarização entre Jair Bolsonaro e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa pelo Palácio do Planalto.

Leia mais: “Senador Alessandro Vieira anuncia pré-candidatura à Presidência”

-Publicidade-

Como noticiou Oeste, Vieira havia lançado seu nome no fim de agosto como uma alternativa da chamada “terceira via” para as eleições do ano que vem. O senador se tornou um dos parlamentares mais atuantes na CPI da Covid, que investiga as ações do governo federal durante a pandemia.

O Cidadania, presidido pelo ex-deputado e ex-ministro Roberto Freire (ele próprio ex-candidato à Presidência em 1989), sonhava com a candidatura de Luciano Huck em 2022, mas o apresentador desistiu de entrar na disputa e renovou contrato com a TV Globo.

J. R. Guzzo: “Lula, a verdadeira ameaça à democracia brasileira”

Ainda como PPS, o partido teve candidatura própria ao Planalto pela última vez em 2002, com Ciro Gomes. Em 2006, a sigla apoiou Geraldo Alckmin (PSDB); em 2010, José Serra (PSDB); em 2014, Eduardo Campos, e, depois de sua morte, Marina Silva (então no PSB); e em 2018, novamente Alckmin.

Alessandro Vieira é formado em Direito e foi delegado de polícia por 17 anos. Ele está em seu primeiro mandato no Senado.

Leia também: “O pesque-pague de Luciano Huck”, artigo de Alba Expider publicado na Edição 51 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários

    1. Meu Deus, o alagoano tá igual ao Ceará…só votam em oportunistas safados, por aqui o povo colocou no senado o irmão do Ciro Gomes, não faz porra nenhuma é mais um corrupto chamado Cid Gomes, aquele que foi pra cima dos militares que estavam de greve com um trator.

  1. esses caras que se elegeram a senadores sabe la o capeta como .no primeiro mandato não fizeram nada alem de nada e querem sentar na janelinha .Que o povo do espirito santo vote nesse e no coleguex dele o comparato

  2. Mais um oportunista que se elegeu a sombra da direita na onda bolsonarista, pregando a lei e a moral, mas perdeu-se ou encontrou-se na sina esquerdista improdutivo, se equiparando a randolfe, Aziz, e os petistas e psolistas. Um tranca rua sem eira nem beira. Candidato? Pode ser, até de síndico, o duro é ganhar, e, claro que está de olho no fundão, e nós conchavos lucrativos para combater o Bolsonaro. Até me iludi com ele, mas é só mais um Jean Willys, Maria do Rosário, e outros da geração Rivotril.

  3. Quem é essa figura sinistra na fila do pão? Esse sujeito não se enxerga, babaca. Mas enfim, tem todo o direito de se candidatar mas acho mesmo que esse vagabundo está é de olho na verba eleitoral.

  4. É POR ISSO QUE ESSE SUJEITO SE COLOCA NA PRIMEIRA FILA DO CIRCO DO RENAN E COMPANHIA. TOTALMENTE DESPROVIDO DE SENSO DO RIDÍCULO. NÃO SE ELEGE NEM PARA PRESIDENTE DE ESCOLA DE SAMBA!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro