CUT anuncia greve contra a privatização da Eletrobras

A entidade informou que 12 mil trabalhadores vão cruzar os braços por três dias
-Publicidade-
Governo nega que a venda da empresa encareça a conta de luz
Governo nega que a venda da empresa encareça a conta de luz | Foto: Divulgação/Agência Brasil

Funcionários da Eletrobras iniciam nesta terça-feira, 15, uma greve contra a privatização da estatal. Conforme a Central Única dos Trabalhadores, 12 mil servidores vão cruzar os braços por três dias. A entidade garante que a intenção não é paralisar os serviços de distribuição de energia mas sim “enfraquecê-los”. “Já avisamos que os trabalhadores não efetuarão a troca de turnos e todas as atividades programadas estão suspensas”, anunciou Wellington Dias, presidente do Coletivo Nacional dos Eletricitários.

“China faz aporte milionário em sindicatos brasileiros”

A categoria sustenta que o repasse da empresa à iniciativa privada vai encarecer a energia, além de ser uma “pilhagem e entreguismo do patrimônio público”. No entanto, levantamento do Ministério de Minas e Energia assegura o contrário: a venda da companhia pública trará economia de até 7,36% na conta de luz dos consumidores residenciais a partir de 2022. A medida provisória que propõe oferecer a Eletrobras a empresários já recebeu o sinal verde da Câmara dos Deputados e está em análise no Senado.

-Publicidade-

Leia também: “O custo da ineficiência”, reportagem publicada na Edição 2 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site