Defesa pede adiamento de interrogatório de Witzel no processo de impeachment

Governador afastado e ex-secretário estadual de Saúde Edmar Santos devem ser ouvidos ainda nesta semana
-Publicidade-
Wilson Witzel está afastado do cargo de governador do Rio de Janeiro
Wilson Witzel está afastado do cargo de governador do Rio de Janeiro | Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Está previsto para esta semana o depoimento do governador afastado Wilson Witzel no processo de impeachment ao qual ele está sendo submetido. Entretanto, a defesa do ex-chefe do Executivo do Rio de Janeiro pretende adiar mais uma vez o interrogatório. O Tribunal Especial Misto marcou para a quarta-feira 7 e a quinta-feira 8 os dois depoimentos que faltam para a conclusão do processo — o do ex-secretário estadual de Saúde Edmar Santos e o do próprio Witzel. O interrogatório do governador afastado tinha sido interrompido em dezembro do ano passado por uma decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

Leia também: “Governador em exercício do RJ apoia Bolsonaro para 2022: ‘Acredito nele’”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.