Deputada Flordelis recebe alta hospitalar

Parlamentar do PSD estava internada em hospital no Rio de Janeiro
-Publicidade-
A deputada (afastada) Flordelis
A deputada (afastada) Flordelis | Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

A deputada federal Flordelis (PSD-RJ) recebeu alta médica na tarde desta quarta-feira, 24. Ela estava internada no Hospital Niterói D’Or desde a noite de terça 23, quando deu entrada na emergência e foi encaminhada ao Centro de Terapia Intensiva (CTI) da unidade.

Leia mais: “Relator do caso Daniel Silveira é escolhido”

-Publicidade-

De acordo com comunicado divulgado pela equipe de comunicação da parlamentar, o motivo da internação tem a ver com a decisão da Justiça contra ela. Conforme Oeste registrou, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro determinou o afastamento das atribuições de deputada. A assessoria da integrante do PSD afirma que ela se desesperou com o parecer vindo do Judiciário.

“A internação se deu pelo excesso de medicação tomada após a injusta decisão do pedido de seu afastamento do mandato de deputada federal, com a justificativa de que atrapalharia as investigações que, pasmem, se encerraram em sua primeira fase, não cabendo, portanto, nenhuma possibilidade de utilização de seu cargo para prejudicar o processo”, afirmou a equipe de Flordelis, indica o site Congresso em Foco.

Semana ruim para Flordelis

Além da decisão da Justiça e da internação, Flordelis contou com outro revés nesta semana. Isso porque a Câmara dos Deputados instaurou processo disciplinar contra ela no Conselho de Ética — o que pode levar à suspensão ou até mesmo à cassação do mandato parlamentar. O procedimento ocorre meses após Flordelis ter sido acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo.

“Vem sendo condenada e humilhada perante a opinião pública”

Diante das acusações e do noticiário, a equipe que acompanha a deputada afastada afirmou que ela está sofrendo “linchamento público”. “Antes mesmo do fim da primeira fase do processo que investiga a morte de seu marido, o Pastor Anderson do Carmo, ela vem sendo condenada e humilhada perante a opinião pública, sem nenhum direito de defesa”, reclama o time de assessores da congressista.

Leia também: “Por que a Câmara é tão ruim”, reportagem publicada na Edição 38 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.