Revista Oeste - Eleições 2022

Em aceno para a direita, Freixo afirma não ser mais a favor de legalização das drogas

Candidato também defendeu o trabalho da polícia em prender criminosos
-Publicidade-
Marcelo Freixo (PSB), candidato ao governo do Rio de Janeiro, ao lado de sua mulher, Antonia Freixo, durante uma missa | Foto: Redes sociais
Marcelo Freixo (PSB), candidato ao governo do Rio de Janeiro, ao lado de sua mulher, Antonia Freixo, durante uma missa | Foto: Redes sociais

Em um aceno para o eleitorado de direita, o candidato ao governo do Rio de Janeiro Marcelo Freixo (PSB-RJ) afirmou ser contra a legalização das drogas. A fala ocorreu nesta quarta-feira, 17, durante uma entrevista a TV Record Rio. A pauta é uma bandeira histórica na trajetória política do deputado federal.

Quando questionado sobre as drogas e sobre a redução da maioridade penal, Freixo afirmou: “Não sou mais a favor. Sou contra a tudo que possa dividir a sociedade brasileira. Precisamos criar empregos, garantir saúde e fazer um policiamento preventivo”.

Além disso, o parlamentar também defendeu o trabalho da polícia em prender criminosos. “Precisamos avançar em dois braços. Um é o efetivo da polícia, para colocar bandido na cadeia. Estou falando de miliciano, traficante e político corrupto também”, explicou. “E, mais do que isso, quero o braço social. Tem que ter esporte, psicólogo, assistente, para a mãe poder levar o filho e permitir prosperidade, uma chance para essa juventude.”

-Publicidade-

Freixo nunca escondeu a preferência em legalizar os entorpecentes. Nas redes sociais é possível encontrar vídeos do candidato defendendo a descriminalização das drogas, como está abaixo.

O eleitorado conservador é contra a legalização das drogas. Agora, Freixo busca conquistar a aparência de político moderado para atrair esse público para si. O foco da campanha do parlamentar tem sido acabar com a rejeição entre evangélicos, policiais e empresários.

‘Ir à igreja não é pecado’

Em entrevista, hoje, ao jornal O Globo, Freixo foi interpelado sobre suas recentes aparições em cultos na Assembleia de Deus de Madureira, uma vez que, anteriormente, ele não frequentava esses lugares. “Primeiro que ir à igreja não é pecado”, respondeu o parlamentar. “É fundamental dialogar com as igrejas para criar uma relação com a juventude nos territórios desiguais.”

Conforme Freixo, a igreja é que faz as pessoas pararem de beber, de praticar violência doméstica, entre outros. “Essa experiência positiva da igreja a gente quer”, explicou. O candidato ainda observou que a esquerda é muito próxima da Igreja Católica Apostólica Romana, e não dos evangélicos.

“A esquerda não conseguiu acompanhar o crescimento das igrejas evangélicas, que possuem uma relação direta com o abandono do poder público e a desigualdade social”, disse. “Devemos buscar aquilo que temos em comum, e não as coisas idênticas.”

Leia também: “Deus nas urnas”, reportagem de Silvio Navarro e Rute Moraes para Edição 102 da Revista Oeste.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

26 comentários Ver comentários

  1. Não tem nada a ver com ideologia, religião, é só vagabundagem. Experimentem visitar a Praça São Salvador – Laranjeiras RJ: lotada de funcionários públicos inúteis e empresários fracassados. O DataFolha só faz pesquisa lá: 171% para o ex-presidiário.

  2. “A esquerda não conseguiu acompanhar o crescimento das igrejas evangélicas, que possuem uma relação direta com o abandono do poder público e a desigualdade social”

    Chamou os evangélicos de ralé.

  3. Inacreditável!!!! Essa foto do candidato rezando acho que não convence ninguém…. kkkkk Espero que os cariocas não caem no conto da bruxa argentina……

  4. Vagabundo ordinário oportunista. Espero que os cariocas, sem bem que não espero muito deles, não deem um único voto para esse traste.

  5. Freixo, vai a igreja de 4 em 4 anos, sempre antes das eleições… Freixo é o anti-cristo em pessoa, um lobo em pele de cordeiro, não se enganem ele é a favor das drogas e contra as polícias… Isso é um lixo…

  6. O que faz a disputa eleitoral, o candidato muda de opinião para os eleitores caírem no canto da sereia, e ao saírem vitoriosos das urnas, voltam ao seu status cor.

  7. Ess Freixo é um amontoado de merda num lugar só…o cara é um defensor de tudo que não presta e agora quer dar uma de correto…acredita nesse lixo só quem crê em coelhinho da pascoa…

    1. Seus apoiadores se reunem na Praça São Salvador – Laranjeiras RJ. Qualquer dia em qualquer hora. Não trabalham, assíduos nas greves anuais do funcionalismo público, reclamam dos salários ou estão de olho nos fundos de pensão de quem trabalha. Em resumo, o lema dessa turba de CÚMPLICES é: SE APODERAR DA PROPRIEDADE ALHEIA SEM TRABALHAR. Simples assim.

  8. Os milagres que ocorrem perto de uma eleição…
    O cara é comunista, ateu, à favor do aborto, da liberação das drogas, do amor livre e outras coisinhas mais, mas basta a eleição se avizinhar que ocorre uma “iluminação divina” e ele corre pra igreja rezar. Isso se não comungou…

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.