-Publicidade-

Ex-secretário gravou conversas com Witzel sem ele saber e vai usá-las em delação

De acordo com o jornal O Globo, Edmar Santos decidiu gravar conversas com políticos porque estaria sentindo-se "fritado"
Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel | Foto: Philippe Lima
Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel | Foto: Philippe Lima

De acordo com o jornal O Globo, Edmar Santos decidiu gravar políticos porque estaria sentindo-se “fritado”

Wilson Witzel
Governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel | Foto: Philippe Lima

O ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, gravou conversas com vários políticos e o material será usado na delação premiada firmada com a Procuradoria-Geral da República.

A informação foi publicada nesta sexta-feira, 14, pelo jornal O Globo. Segundo a publicação, entre as gravações estariam diálogos com o governador Wilson Witzel (PSC) e o pastor Everaldo, presidente da sigla.

LEIA MAIS: GILMAR MENDES E OS 40 BANDIDOS SOLTOS

Edmar Santos busca se defender da acusação de que seria o chefe do esquema de desvios de verbas em compras emergenciais para o combate à covid-19.

De acordo com a publicação, ele decidiu seguir o conselho de um deputado com quem conversava sobre a crise. O teor das conversas é mantido sob sigilo.

Prisão

Santos foi preso no dia 10 de julho e ficou quase um mês na cadeia. Ele é investigado por participação no escândalo do superfaturamento de contratos do governo do Rio de Janeiro.

O esquema de corrupção que teria desviado R$ 1 bilhão em compras durante a pandemia. 

Em nota, a assessoria de Witzel negou irregularidades e disse que não foi informado sobre o conteúdo da delação premiada de Edmar Santos

O pastor Everaldo afirmou desconhecer detalhes do acordo, mas disse que está à disposição das autoridades.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês