Fiuza: OMS faz jogo altamente duvidoso

Ele destaca que mesmo pessoas que aderiram ao bloqueio total se contaminaram e ficaram doentes
-Publicidade-
Jornalistas Guilherme Fiuza e Luís Ernesto Lacombe
| Foto: Reprodução/Canal Luís Ernesto Lacombe
Jornalistas Guilherme Fiuza e Luís Ernesto Lacombe | Foto: Reprodução/Canal Luís Ernesto Lacombe

Ele destaca que mesmo pessoas que aderiram ao bloqueio total se contaminaram e ficaram doentes

Guilherme Fiuza - Luís Ernesto Lacombe
Jornalistas Guilherme Fiuza e Luís Ernesto Lacombe | Foto: Reprodução/Canal Luís Ernesto Lacombe

O jornalista, escritor e colunista de Oeste, Guilherme Fiuza, criticou nesta quinta-feira, 23, o isolamento adotado para tentar conter o avanço da pandemia de coronavírus.

-Publicidade-

Ele destacou que quando alguns governos iniciaram o confinamento e o lockdown, o vírus já estava “em tudo quanto é lugar”.

Em uma live promovida pelo jornalista Luís Ernesto Lacombe, Fiuza disse que a Organização Mundial da Saúde “está fazendo um jogo altamente duvidoso, num acordo político com a China”.

O colunista de Oeste afirma que a própria OMS chegou a dizer ser necessário avaliar a realidade de cada localidade.

“Ao longo desse trágico tempo, há uma série de relatos de pessoas que se quarentenaram, fizeram o bloqueio total, e se contaminaram, ficaram doentes. Tem uma série de relatos que não aparece em lugar nenhum”, destaca Fiuza.

Lacombe afirma que para se ter uma clareza maior sobre o impacto da pandemia, deveria se utilizar as mortes por milhão de habitantes.

“Eu fiquei muito chateado esse tempo todo de ver portais de notícias importantes usando aquele gráfico do total de mortes, que obviamente só cresce até o momento que alguém ressuscite. Isso não serve para nada. Como usar números absolutos? Você você tem que fazer mortes por milhão”, diz o jornalista.

Para Lacombe, a covid-19 é um problema sério, mas o tema foi alvo de “manipulação, ficção” e muita gente criou um “mundo imaginário”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.