Fux vota a favor do Novo Marco Legal do Saneamento

De acordo com o presidente do STF, a universalização dos serviços de água e esgoto diz respeito à coletividade
-Publicidade-
Luiz Fux é presidente do Supremo Tribunal Federal
Luiz Fux é presidente do Supremo Tribunal Federal | Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, votou a favor do Novo Marco Legal do Saneamento. De acordo com o magistrado, não há saúde onde não há saneamento básico. “Os números são preocupantes: mais de 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada”, ressaltou.

O ministro é relator de quatro ações que contestam a lei, apresentadas por partidos de oposição ao governo Bolsonaro e por companhias estaduais de saneamento, que perderão espaço caso a proposta avance.

O plenário da Corte retomou ontem, quarta-feira 24, o julgamento sobre a constitucionalidade do Novo Marco Legal do Saneamento, com a tendência de mantê-lo nos termos aprovados pelo Congresso Nacional.

-Publicidade-

Longo caminho pela frente

A análise de Fux está de acordo com um levantamento realizado neste ano pelo Instituto Trata Brasil, principal referência na área. Segundo a instituição, 46% dos brasileiros não dispõem dos serviços de coleta de esgoto. Além disso, pouco mais de um terço das pessoas desfruta de esgoto tratado.

Reportagem publicada na Edição 83 da Revista Oeste mostra que a situação não melhora quando o assunto é coleta de lixo. Conforme dados divulgados pelo Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), dos quase 6.000 municípios existentes no país, menos de 500 oferecem 100% de cobertura de coleta domiciliar para toda a população — rural e urbana. Há no Brasil mais de 2.600 lixões a céu aberto, 1.180 aterros e 1.100 unidades de triagem (local onde os resíduos sólidos são separados para ser reciclados).

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Importante gente como o Ciro cangaceiro, do PDT, que entrou contra o Marco Legal pq não querem saber de causas sociais, SE FODER.
    Teve que vender seus caminhões pipa que transportava água cara para a população.
    Agora vai trocar o quê em votos? Bandidos cangaceiros todos enquadrados.
    Roubavam poços artesianos do dnocs. Só faziam o benefício em seus lotes, seus postos de gasolina não é? Que o digam os inocencios de Oliveira.
    Inocêncio? Muita gente insensível por desonesta.
    Sno que vem limpamos um pouco mais as casas legislativas e confirmamos os bons como Bolsonaro e Zema, por exemplo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.