Governadores se reúnem hoje para debater crise entre os Poderes

Vinte e seis representantes dos Estados estarão no encontro
-Publicidade-
A crise se acentuou depois de ataques do STF ao presidente Jair Bolsonaro
A crise se acentuou depois de ataques do STF ao presidente Jair Bolsonaro | Foto: Nelson Jr/STF

O Fórum Nacional de Governadores se reúne nesta segunda-feira, 23, com a finalidade de discutir “soluções para a instabilidade entre os Poderes”. Vinte e seis representantes dos Estados estarão no evento, que começa às 10 horas. O governador do Tocantins, Mauro Carlesse (PSL), não confirmou presença.

A crise se acentuou depois dos ataques do Supremo Tribunal Federal (STF) ao presidente Jair Bolsonaro, que protocolou um pedido de impeachment contra o ministro do STF Alexandre de Moraes, na semana passada — o governo deve encaminhar ainda nesta semana o de Luís Roberto Barroso.

Conforme o anúncio divulgado à imprensa, alguns governadores estarão juntos, presencialmente, enquanto outros, através de videoconferência. Além da crise, os chefes do Executivo informaram, em nota, que vão tratar de questões envolvendo o alto preço da gasolina em postos de combustível.

-Publicidade-

Leia também: “A Justiça contra a liberdade”, reportagem publicada na Edição 74 da Revista Oeste

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários

  1. tratar da crise dos 3 poderes é mais uma palhaçada dos governadores POLÍTICOS. Que tal abaixar a carga do ICMS que é altíssimo nos combustíveis e no gás de cozinha! Eles odeiam Bolsonaro porque Bolsonaro faz muito com pouco, e eles governadores fazem pouco com muito. CANALHAS!!!

  2. Os seus respectivos Estados devem estar maravilhosos, pois deixa-los pra ir à Brasília tratar de assuntos que não lhes dizem respeito, não deixa margem de dúvidas!

  3. Estamos de olho no Zema.
    Que como os mineiros, seja claro com “o que sejam eleições auditaveis”
    Que nos seja fiel, ouça o que o povo vilipendiado desde FHC, passando por Pilantrel e Aécio fumo, espera desse recatado e correto Senhor.

  4. Esse circo está extrapolando as palhaçadas. Não bastasse o STF estar legislando, dizendo o que o executivo pode ou não fazer, temos uma câmara e um senado composto por pilantras de rabo preso por malfeitos em suas andanças, agora vêm os governadores, também, todos de rabo bem preso, assumir um papel que não lhes compete pela constituição, e até porque a maioria é comunista e não entende nada de democracia. Só querem holofotes e fazer barulho para tentar desgastar o governo e o movimento legítimo do povo, em querer colocar um freio nas tirânicas de nossa “justiça”, que solta todos os criminosos e gostou de prender inocentes. Acho um despropósito total, uma palhaçada de mau gosto.

  5. Os governadores (com poucas honrosas exceções) já deveriam saber que os seus posicionamentos políticos nada mais dizem ou transmitem o que quer que seja ao povo que os elegeu e está doido para botar para correr no mínimo 80% deles, nas próximas eleições. Que esperar de gente que deveria estar a responder pelos roubos na gestão da pandemia nos seus Estados mas têm o respaldo do STF?

  6. Se o Judas Doria estiver será para fazer mais um motim, o cara só pensa nele não esta nem ai para uma pacificação e para o País, quer colocar fogo no parquinho.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro