-Publicidade-

Kalil recebe críticas após dizer que não cumprirá decisão do STF que libera missas presenciais

Deputado estadual Bruno Engler questionou a autoridade do prefeito para contrariar a decisão do ministro Kassio Nunes Marques
Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil | Foto: Amira Hissa/PBH
Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil | Foto: Amira Hissa/PBH

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD-MG), recebeu críticas nas redes sociais depois que afirmou que não cumpriria a determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Kassio Nunes Marques de permitir a realização de cultos e missas presenciais.

No sábado 3, o ministro definiu que igrejas e templos podem realizar cerimônias, com 25% de suas ocupações e adotando protocolos sanitários contra a covid-19.

Leia mais: “Papa Francisco afirma que pandemia elevou a pobreza no mundo e pede vacinas”

O deputado estadual Bruno Engler (PRBT-MG) questionou a autoridade do prefeito para contrariar a decisão de Nunes Marques: “Qualquer um que for impedido de realizar culto religioso presencial em BH registre o ocorrido. Kalil não pode passar por cima da liminar do Ministro Nunes Marques”, defendeu.

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) escreveu: “Enfim, os mineiros de BH, cristãos, poderão celebrar dignamente a Páscoa. Ministro Marques Nunes mandou intimar Kalil nesta madrugada para que cumpra sua decisão sob pena de crime de responsabilidade”.

O deputado federal Sóstentes Cavalcante (DEM-RJ), chegou a se referir a Kalil como “louco” e “bobão”: “STF prendam esse louco! Ele não sabe que ordem judicial é para cumprir! Amanhã todos de BH celebrem a Páscoa!!! #KalilBobão”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Esse Kalil é um lixo, nunca fez nada, passou a vida vivendo às custas do seu pai. Aliás, nem estudar ele conseguiu. Foi eleito prefeito graças a ignorância e a despolitização do povo.

      1. Não existe uma pessoa arrogante como esse indivíduo! Ele é Doria são 2 ditadores.

  2. A situação esta tão clara que realmente não vê quem não quer ou quem costuma criticar as decisões que convêm, porque uma coisa é certa a atual composição do STF é um puxadinho dos partidos que não conseguem a maioria no congresso e usa as marionetes de toga para aquilo que convêm a eles com uma consciência seletiva e arbitrária não tem nenhum respeito por quem os colocou lá e como um câncer vão avançando de forma destruidora contra todos os obstáculos que ousaram cruzar o seu caminho e em nome de uma democracia de fábulas vão oprimido o povo.

  3. O ministro Cássio Nunes está sendo muito flexível com esse subversivo. Já deveria ter sido por recusar obedecer a ordem judicial, e com isso causa prejuízo ao ordenamento jurídico.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.