Maia vai pautar Lei do Gás em duas semanas

PL da nova Lei do Gás teve o requerimento de urgência aprovado nesta quarta-feira, 29, e será votado em Plenário em duas semanas
-Publicidade-
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL | O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) | Foto: MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL

PL da nova Lei do Gás teve o requerimento de urgência aprovado nesta quarta-feira, 29, e será votado em Plenário em duas semanas

maia
O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinaliza posicionamento favorávelmatéria | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
-Publicidade-

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), anunciou que, em duas semanas, vai colocar em votação o Projeto de Lei (PL) 6407/13, a nova Lei do Gás.

A sinalização favorável é fruto de articulações do relator da proposta, deputado Laércio Oliveira (PP-SE), e do governo com o Centrão, a bancada evangélica e especialistas.

O governo se articula há algumas semanas a votação e aprovação da pauta. Inicialmente, dizem nos bastidores que Maia era contrário à matéria. Agora, dá sinais favoráveis à matéria.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

    1. Basicamente dá mais espaço pra iniciativa privada investir no setor de gás,com possibilidade de reduções de preços por causa da concorrência entre as empresas e um ambiente bom de negócios.

  1. Tem que pautar o FIM do Foro privilegiado e a instalação e a PRISÃO em SEGUNDA instância. Não dá mais pra suportar tanta gente roubando.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.