Mandetta afirma que entregou carta a Bolsonaro com alertas sobre isolamento

O presidente já defendia o chamado 'isolamento vertical', com a flexibilização de medidas mais duras de confinamento
-Publicidade-
Luiz Henrique Mandetta entregou carta ao presidente Jair Bolsonaro com alertas sobre a epidemia
Luiz Henrique Mandetta entregou carta ao presidente Jair Bolsonaro com alertas sobre a epidemia | Foto: Reprodução/YouTube

Durante seu depoimento à CPI da Covid no Senado, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta revelou que entregou, em mãos, uma carta ao presidente Jair Bolsonaro na qual fez uma série de alertas sobre as medidas de enfrentamento da covid-19 no Brasil.

Àquela altura — março do ano passado, no início da pandemia —, Bolsonaro já defendia o chamado “isolamento vertical”, com a flexibilização de medidas mais duras de confinamento. O então ministro da Saúde defendia um isolamento mais radical.

-Publicidade-

Leia mais: “Mandetta afirma que governo não levou adiante testagem em massa”

“Nunca tive discussão áspera com o presidente, mas sempre coloquei de maneira muito clara”, afirmou Mandetta. “Em março, eu achei por bem escrever uma carta ao presidente da República. Pedi uma reunião específica, que foi feita no Palácio da Alvorada com a presença de todos os ministros. Entreguei nas mãos dele essa carta, dando a ele todo o alerta.”

Leia também: “‘CPI não será do governo nem da oposição’, afirma Renan Calheiros”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

5 comentários

  1. Parece que o pessoal do governo não sabe fazer perguntas para o Mandetta. Ele foi contra o decreto do presidente declarando estado calamidade? Ele sabia que a vacina de pfeifer só ficaria pronta no final do ano e que exigira a compra de milhares de ultrarfrigeradores destinados a 5 mil municípios? É verdade que o Paulo Guedes disponibilizou bilhões para a compra de vacinas e que até agora não se sabe porque o Mandeta não a utilizou? Ele previu que outras variantes do vírus se espalharia rapidamente pelo planeta? Quais foram as providências dele para investir na fabricação da vacina nacional para não dependermos de importações? Se ele sabia da gravidade, qual foi a recomendação dele para os Estados sobre a escassez de insumos como anestésicos, oxigênio e equipamentos de intubação? O que ele achou da decisão do STF em podar as responsabilidades e planos do governo federal e passar tudo para os governadores e prefeitos? O que ele está fazendo atualmente para ajudar no combate a pandemia como médico?

  2. Mandetta o criador da “Ciência assassina “ que foi disseminada pelo Brasil e matou mais de 150 mil pessoas com a ajuda da Globo da esquerda e de vários governadores e prefeitos. Eles não usaram o protocolo salvador de Porto Seguro. Graças ao senhor Mandetta.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site