PF confirma prisão preventiva de Anderson Torres

Órgão divulgou nota depois que o ex-secretário se entregou à Justiça
-Publicidade-
Os agentes da PF cumpriram o mandado de prisão preventiva no aeroporto de Brasília
Os agentes da PF cumpriram o mandado de prisão preventiva no aeroporto de Brasília | Foto: Divulgação

A Polícia Federal (PF) se manifestou neste sábado, 14, depois da prisão de Anderson Torres, ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal (DF). Torres desembarcou no aeroporto de Brasília e se entregou à Justiça. Ele foi levado ao 4º Batalhão da Polícia Militar, no Guará, uma região administrativa da capital federal.

“A Polícia Federal cumpriu na manhã deste sábado o mandado de prisão preventiva expedido pelo Supremo Tribunal Federal em desfavor do ex-secretário da Segurança Pública do Distrito Federal”, informou coordenação-geral de comunicação da corporação. “Ele, que é policial federal, foi preso ao desembarcar no aeroporto de Brasília e encaminhado para custódia onde permanecerá à disposição da Justiça. As investigações seguem em sigilo.”

A PF não confirmou em qual local Torres ficará detido. A expectativa é de que o ex-secretário permaneça em uma cela da superintendência do órgão, em Brasília.

-Publicidade-

Ex-secretário nega qualquer envolvimento

O ex-secretário Anderson Torres repudiou “veementemente” as ações de manifestantes que invadiram os prédios dos Três Poderes, no domingo 8. “Tais atos são totalmente incompatíveis com todas as minhas crenças do que seja importante para o fortalecimento da política do Brasil”, disse, no pronunciamento publicado em seu perfil no Twitter.

O ex-ministro da Justiça de Jair Bolsonaro é suspeito de omissão em relação às invasões aos prédios dos Três Poderes da República, em Brasília. A prisão de Torres foi confirmada pela maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal, na quinta-feira 12. Apenas os ministros Nunes Marques e André Mendonça discordaram da maioria dos ministros da Corte.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

9 comentários Ver comentários

  1. A proposta da revista é clara e muito me anima ter voces como guardiões da verdade.
    Como o foco dos jornalistas da oeste sempre foi relatar fatos ,seria possivel abordar uma analise dos mesmos desde a greve de 78 em sao bernardo do campo(sp).?
    Abordando os porques do sindicalismo da epoca, o regime militar da ocasião e a simbiose dos mesmos atores nos dias atuais??
    Desculpe se estou solicitando um tratado da historia politica mas só se avança no futuro quando se conhece o passado.forte abraço

  2. É com imenso prazer que a partir hoje faço parte desse grupo seleto de pessoas que se preocupam com o proprio país e buscam aqui o guia correto da verdade e a honestidade dentro dablei e do compromisso legal.

  3. Já o ladrão descondenado imoralmente e os criminosos que violam o Estado e Nação como bem querem estão todos soltos … o galinheiro Brazyllis chegou ao fundo do poço.

  4. Às pessoas que frequentam este espaço, peço que me desculpem pela minha ignorância.

    Aqui fica umas perguntas, a quem possa me esclarecer.
    – Um cidadão pode ser preso por uma simples suspeita?
    – Não é necessário haver uma investigação, um inquérito, um processo legal,
    para que se chegue a tal ponto?

    !!??

    1. Davi nos atuais dias depende muito qual sigla você defende.
      Tenho 72 anos, vivi 35 ligados ao poder judiciário, e tudo que aprendi não vale mais nada.
      Portanto a resposta para a tua pergunta, depende de quem se trata…….

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.