Roberto Jefferson: ‘Pretendo disputar o Senado’

Em carta escrita na prisão, ex-deputado afirma que eventual candidatura daria uma forte ajuda ao presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
Roberto Jefferson, presidente afastado do PTB, quer disputar o Senado em 2022
Roberto Jefferson, presidente afastado do PTB, quer disputar o Senado em 2022 | Foto: Reprodução/Redes sociais

O ex-deputado Roberto Jefferson (RJ), presidente afastado do PTB, pretende disputar uma vaga no Senado Federal em 2022. O desejo foi revelado pelo próprio ex-parlamentar, em uma carta escrita no complexo penitenciário de Bangu, no Rio, e endereçada a um aliado. As informações são do jornal O Globo.

Na carta, Jefferson afirma que sua eventual candidatura ao Senado “daria uma forte ajuda” ao presidente Jair Bolsonaro.

“Pretendo disputar o Senado no ano que vem. Daria uma forte ajuda ao Bolsonaro como freio ao STF. Você viria como meu suplente”, escreveu Jefferson a um amigo identificado apenas como José Carlos.

-Publicidade-

No bilhete, o ex-comandante do PTB, porém, faz uma ressalva: “Caso eles empurrem meu encarceramento até as eleições, precisarei mudar o projeto”. A carta foi enviada na quinta-feira 16.

Roberto Jefferson está preso desde agosto deste ano, por decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). O ex-deputado é alvo de um inquérito que apura a suposta existência de uma “milícia digital” que promoveria ataques contra as instituições e a democracia.

Jefferson, na carta, voltou a se referir a Moraes como “Xandão” e acusou o ministro do STF de ter relação próxima como o presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, e o ex-ministro petista José Dirceu.

“Xandão e Valdemar têm como amigo e consultor Zé Dirceu. A coisa está vindo por aí”, escreveu.

No documento, Jefferson também manifesta preocupação com a decisão da subprocuradora-geral da República Lindôra Araújo, que, na semana passada, defendeu a manutenção da prisão do ex-parlamentar.

“Lindôra, mudando todas as suas posições, se manifestou pela continuidade da minha prisão preventiva”, anotou.

O STF manteve a prisão preventiva do presidente afastado do PTB, rejeitando pedido apresentado pela defesa do ex-deputado, que solicitava a revogação da medida ou a progressão para o regime domiciliar.

Segundo Moraes, a prisão de Jefferson ainda é “necessária e imprescindível à garantia da ordem pública e à instrução criminal”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

8 comentários Ver comentários

  1. Uma coisa ele tem razão: nossos problemas seriam mais amenos se tivéssemos um senado forte para travar esses ministros/políticos do STF. O povo preocupa-se com a eleição para presidente da republica, entretanto, é no legislativo que encontram-se os cânceres desse país, claro, incluindo a (in)justiça/ STF que temos. Bob venha para o Senado, pois meu voto será seu. Esse é o caminho, o resto é conversa fiada.

  2. Santo ele não é, mas eu teria um prazer imenso de votar nele e faria campanha de graça pro Bob. Pensa num sujeito macho. Nunca teve medo de ninguém. Essa virtude dele ninguém pode negar.

  3. E ESPERO QUE O BOB JEFF SEJA O CARRASCO DESSES MINISTROS DO STF QUANDO ESTIVER NO SENADO… LÁ HJ SÓ UM SALVA O ENTRANTE DESSA SEMANA.. O RESTO TUDO TEM QUE SER IMPINCHADO….

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.